Quarta-feira, 01 de Dezembro de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
26°
13°
18°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo limpo
Ao Vivo:
Política

Candidatos falam para profissionais da saúde no Hospital ND

02.09.2012 21h00  /  Postado por: upside

Na manhã de terça-feira (28) colaboradores do Hospital Notre Dame Júlia Billiart puderam ouvir as propostas para a saúde do candidato a prefeito de Não-Me-Toque, Rudimar Petter e de sua vice, Izabel Centenaro, da coligação Renovar para um Futuro Melhor (PDT, PCdoB, PV e DEM). Os candidatos a uma cadeira no Poder Legislativo, Neuri Sprandel, Noemi Pereira da Silva e Antoninho Baldissera acompanharam os candidatos à majoritária na visita e identificaram sua luta por uma saúde de qualidade.
Rudimar, entre outros temas, tratou sobre a gestão da saúde no município. Ele acredita que Não-Me-Toque precisa assumir o patamar de crescimento que se apresenta e que, para isso, precisa gerir melhor seus setores.
– Vejo Não-Me-Toque como uma cidade fechada para discutir seus problemas. Se temos infraestrutura, dois hospitais, instrumentos, profissionais e tecnologia, bem como unidades e postos de saúdes nos bairros, e ainda temos problemas na saúde, o problema que se configura é de gestão – argumenta.
O candidato Rudimar se propôs a realizar uma mudança no campo político, caso eleito. Entre suas prioridades estão: a construção de uma política mais técnica e que resolva os problemas de base.
– Queremos que a saúde seja gerida pela pessoa mais competente que tivermos a disposição, porque somente com conhecimento conseguiremos alcançar os objetivos de tornar esse setor mais humanizado, ágil e resoluto – afirmou.
Entre seus projetos para o plano de governo estão: a criação de unidades móveis que atuem nos bairros e no interior, e o aumento no número de profissionais de saúde, a concretização do Samu e o investimento em ambulâncias. Para que isso seja possível ele considera essencial que o município repasse mais de seu orçamento para o setor que em 2011 representou 15,82%.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Página Inicial e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Prosseguir