Segunda-feira, 18 de Outubro de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
22°
10°
11°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo nublado
Ao Vivo:
Polícia

Polícia rompe ponto de venda de crack

07.12.2012 06h54  /  Postado por: upside

A Delegacia de Polícia de Não-Me-Toque, em conjunto com da Brigada Militar local, fechou na última quarta-feira (5) um ponto de venda de crack situado na Rua Germano Griep, no Bairro Jardim.
De acordo com informações do inspetor de polícia Gilberto Jair Jeske, o local vinha sendo monitorado e investigado a cerca de seis meses, já havia sido alvo de outras diligências policiais e era gerenciado por D.A.L., de 19 anos.  Na manhã de quarta-feira o ponto novamente foi alvo de diligência policial com o objetivo de coibir o tráfico drogas e de localizar armas já que o gerente do local foi denunciado como autor de tentativa de homicídio com uso de arma de fogo contra outro jovem, quando teria efetuado disparos que atingiram as pernas da vítima. Já haviam sido apreendidas armas no local anteriormente, sendo duas espingardas.
O jovem foi preso em flagrante por tráfico de drogas e cinco outros indivíduos foram conduzidos à Delegacia de Polícia, para oitivas, sendo dois acusados de ocultar a arma utilizada na tentativa de homicídio e três de fazer a segurança da boca de droga.
Com estes indivíduos foram apreendido os facões com os quais intimidavam moradores das imediações e dependentes químicos. A investigação conseguiu localizar e apreender a arma, uma pistola calibre 22, além 23 pedras de crack e dinheiro em cédulas e moedas de baixo valor.
Pichador indiciado
A Delegacia de Polícia de Não-Me-Toque concluiu e remeteu à Justiça, nesta semana, a investigação referente ao vandalismo verificado no Colégio Estadual Geny Veira da Cunha, na noite 23 de julho deste ano, quando ocorreram pichações com tinta spray preta no interior do colégio, com dizeres injuriosos e ofensivos a professores e alunos.
Um autor foi identificado sendo que se trata de ex-aluno do colégio. Deve responder pelo delito de dano qualificado ao patrimônio público e por se tratar de um adolescente, respondeu na Delegacia de Polícia a um Procedimento de Adolescente Infrator.
– Solicitamos a todos os revendedores de tinta desta cidade que observem a legislação específica no que tange à comercialização de tintas em spray alertou o inspetor Gilberto Jair Jeske.

Dinheiro apreendido junto com pedras de crack mostra a miserabilidade do alcance desta droga

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.