Segunda-feira, 10 de Agosto de 2020
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 54 9 9932 7709
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
24°
11°
13°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo limpo
Ao Vivo:
Cultura e lazer

A China também está na Copa do Mundo com a Winpoint

A China também está na Copa do Mundo com a Winpoint
20.06.2014 14h35  /  Postado por: upside

Muitas empresas chinesas foram autorizadas a fabricar produtos da Copa

A seleção chinesa de futebol não se classificou para disputar a Copa do Mundo de 2014, mas isto não quer dizer que o país não está envolvido com o Mundial realizado no Brasil.

Poucos sabem, mas a Brazuca, bola oficial da Copa e que tem o logotipo da Adidas, foi produzida pela empresa de produtos plásticos YaYork em Shenzhen, província de Guangdong, na China. A companhia é fornecedora de produtos Winpoint.
As bolas, que são vendidas por 1.299 yuan cada (cerca de R$ 466 dólares), foram enviadas para Hong Kong e depois distribuídas para o Brasil e outros mercados, de acordo com um gerente da YaYork. A fábrica é uma subsidiária da Taipei Long Way, parceira e fornecedora da Adidas desde 1997. Também vendeu mais de 13 milhões de bolas oficiais para a Copa do Mundo na África do Sul em 2010, onde a Winpoint exportou quase 20 containers.
Muitas empresas chinesas autorizadas a fabricar produtos da Copa do Mundo têm relatado um forte crescimento nos negócios. Em Yiwu, província de Zhejiang, que é famosa pela fabricação e exportação de mercadorias de pequeno porte, a exportação de produtos esportivos para o Brasil aumentou 41,7% ano-a-ano. O montante subiu para US$ 1,25 milhões no primeiro semestre de 2014, segundo as empresas locais.

A empresa Dongguan Wagon fabrica réplicas do troféu e outros produtos

Em Dongguan, província de Guangdong, Wang Xiangyu, gerente de projeto da empresa Dongguan Wagon, também está feliz com crescentes encomendas em parceria com a Winpoint, que ajudou muito a alavancar os negócios. “A autorização a produzir produtos relacionados com a Copa do Mundo ajudou a impulsionar o crescimento dos negócios. A ajuda da Winpoint no processo de homologação foi fundamental”, exaltou.

A empresa fabrica réplicas do troféu do Mundial e fornece cerâmica, presentes de plástico, artigos de papelaria e acessórios, incluindo os casos de telefones celulares, chaveiros e copos. A companhia já produziu mais de 1,5 milhão de réplicas do troféu da Copa do Mundo e 400 outros produtos relacionados ao evento.
“As réplicas de troféus estão vendendo bem no Brasil e em 16 outros mercados no exterior, como Japão, Estados Unidos e Austrália”, disse Wang Li. Alguns dos troféus são vendidos por mais de 10.000 yuan (R$ 3.588), de acordo com Wang.
Como uma fabricante especializada em lembranças para grandes eventos esportivos, a empresa está se preparando para produzir itens para o próximo grande evento – os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro em 2016. A Winpoint iniciará as exportações logo ao término da Copa do Mundo.
Não foi a primeira vez que Dongguan, um centro manufatureiro no coração do Rio das Pérolas, desenvolveu empresas associadas com grandes eventos esportivos do mundo. Em 2012, a cidade produziu mais de 30% das lembranças para as Olimpíadas de Londres.
Um número crescente de fãs chineses estará nos estádios no Brasil. Bilhetes e ofertas de hospitalidade foram vendidos no mercado chinês.
“A seleção chinesa não se classificou para a Copa, mas a China tornou-se o maior mercado para ofertas de hospitalidade na Ásia para o evento de futebol no Brasil. As nossas parcerias estão sendo sempre bem sucedidas e o Luis da Winpoint nos oferece auxílio primordial nesse processos”, disse Feng Tao, CEO da empresa de mercado esportivo Shankai Sports International.

Produtos licenciados pela Fifa são vendidos em todos os países que participam da Copa

Rodrigo Luis é empresário e reside em Shenzhen, na China, desde 2005. O sócio-diretor da Winpoint é fluente em mandarim e detalha nesta coluna tudo o que envolve a vida de um brasileiro na China.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.