Quarta-feira, 01 de Dezembro de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
26°
13°
18°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo limpo
Ao Vivo:
Agronegócios

Em reforma abatedouro municipal reabre em agosto

Em reforma abatedouro municipal reabre em agosto
11.07.2014 15h34  /  Postado por: upside

Retomar o trabalho no abatedouro do município é uma das principais metas da Secretaria Municipal da Agricultura e do Meio Ambiente.
Segundo o secretário Ivan Machry, a estrutura física do abatedouro está passando por melhorias para conseguir, a partir no mês de agosto, voltar a funcionar. Como está desativado, um zelador mantém a segurança do local, preservando o patrimônio público que já foi alvo de arrombamento e furto.
– Estamos com a expectativa de que em agosto entre em funcionamento. Temos que fazer ainda a licitação para compra de alguns equipamentos, porque quem for administrar o abatedouro precisa da infraestrutura completa para atender as exigências do edital – disse o secretário.
O transformador, a energia elétrica, a estação de tratamento, compressor, bombas, motores, caldeira e reforma para a moradia do zelador são algumas das melhorias que o abatedouro está passando. O local tem condições de abater 10 bovinos e 20 suínos por dia.
O secretário informou que todo animal abatido tem sua procedência atestada pela Nota Fiscal de produtor rural e pela Guia de Trânsito Animal (GTA) emitidas pela Inspetoria Veterinária do Estado, medidas que garantem a sanidade aos produtos das agroindústrias do município, que se abastecem da carne . Os animais passam por inspeção antes e durante o processo de abate, realizada por um médico veterinário que é servidor do município.
Após estar em funcionamento poderá haver um agendamento para visita de técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que poderão autorizar Não-Me-Toque a ter ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA). Isso permitiria um avanço para as agroindústrias de Não-Me-Toque que poderão ampliar seus negócios (produção de embutidos) para fora do Estado. Para isso é o abatedouro municipal precisa se adequar oferecendo inspeção e fiscalização que atendam as exigências federais.

Abatedouro inaugurado em 2011 está se adequando para permitir que produtos das agroindústrias possam ser comercializados fora do Estado

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Página Inicial e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Prosseguir