Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2018
Telefone: (54) 3332-1699
Curta nossa página no Facebook:
29°
22°
23°C
Não-Me-Toque/RS
Parciamente nublado
Destaques

Frei Laerte toma posse como pároco no domingo

13.01.2017 16h12  /  Postado por: upside

Entusiasmo. Assim se define o estado de espírito do frei Laerte Reis, da Ordem dos Franciscanos, que foi nomeado pároco e toma posse neste domingo (15), durante a missa que será celebrada na Igreja Matriz Cristo Rei, em Não-Me-Toque, às 19h. A posse será conferida pelo bispo da Arquidiocese de Passo fundo, Dom Rodolfo Weber, também estarão presentes o supervisor da Província de São Francisco de Assis, frei Inácio Dellazzari, padres, pastores e uma delegação da cidade de São José do Inhacorá, terra natal frei Laerte, formada por familiares, amigos e inclusive o prefeito da cidade.

– Todos estão convidados para esta celebração – convidou.

Com a nomeação do novo pároco, frei Leopoldo Frankowski, que se encontra em férias, foi designado para servir às Missões.Em 22 de março deste ano, frei Laerte vai completar 33 anos de idade. O fato de ser jovem não o intimida para enfrentar os desafios que vêm pela frente, porque está seguro e entusiasmado para colocar em prática seus planos que estão focados em atender bem todas os membros da Igreja.
Nesta entrevista, o novo pároco fala sobre como recebeu a nomeação e seus planos como orientador espiritual da paróquia Cristo Rei.

Com muitos planos, frei Laerte deseja trabalhar para acolher todos os fiéis e transformar as missas

Com muitos planos, frei Laerte deseja trabalhar para acolher todos os fiéis e transformar as missas

A FOLHA – Como o senhor recebeu a nomeação de pároco de Não-Me-Toque?
FREI LAERTE – Foi antes do Natal. Eu estava com minha mãe, em São José do Inhacorá, recebi a ligação informando que assumiria no dia 1º de janeiro de 2017. Fiquei muito feliz, mesmo reconhecendo instantaneamente o peso da responsabilidade do cargo. De imediato me alegrei diante da possibilidade de atender as necessidades da nossa comunidade.

Quais são essas necessidades?
Atrair e integrar a juventude, tornar as celebrações mais criativas, resgatar os membros que se afastaram, estar aberto para o diálogo e estar ao lado das pessoas na alegria, na tristeza, na saúde e na doença.

Qual foi sua primeira ação como novo pároco?
Acolher bem. Os membros de nossa comunidade vão encontrar sempre um padre para atendê-los. Dia 10 de fevereiro vamos receber o frei Germano Melz, que vem de Pouso Novo para ser nosso vigário. Vou dividir com ele o atendimento de todas as pessoas, todos os dias, seguindo os preceitos do Evangelho de Jesus Cristo, inspirado nas ações do Papa Francisco, um grande líder religioso que é uma bênção para os católicos do mundo.

As reformas na Casa Pastoral fazem parte das ações planejadas?
Sim. A primeira sala da Casa Pastoral, que era um escritório, foi transformada em uma sala de acolhida. Percebíamos que era necessária uma nova pintura, mas assim que mexemos, foi constatado que seria preciso uma reforma mais ampla. Trocamos o piso e a mesa de escritório deu ligar ao conjunto de estofado, onde podemos conversar com as pessoas de forma mais informal, mas acolhedora.

Quais suas metas como líder religioso da Paróquia Cristo Rei?
O padre precisa entrar na casa das famílias, como representante da igreja, levar a Palavra de Deus; acompanhar as pessoas doentes, do corpo e do espírito; levar alegria para as celebrações das missas, entusiasmar os jovens para participar; continuar com o ecumenismo, que é a integração das ações com as demais igrejas, que hoje é forte com os Luteranos; investir em trabalho social, não temos nenhuma ação nesta área; desenvolver um maior dinamismo na catequese. Entendo que são metas amplas, pode ser que não agrade a todos, mas vou trabalhar com a mesma humildade que sempre me caracterizou, seguindo os ensinamentos de Jesus Cristo. Para isso espero o apoio e o retorno da nossa comunidade.

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.