Sábado, 24 de Agosto de 2019
Telefone: (54) 3332-1699
Curta nossa página no Facebook:
Estrelado
20°
7°C
Não-Me-Toque/RS
Estrelado
Destaques

Departamento de Polícia Civil de NMT tem novo delegado

13.02.2017 11h11  /  Postado por: upside

reporter@afolhadosul.com.br
Felipe Keller

O delegado, Gerri Adriani Mendes, há uma semana assumiu a função como chefe do Departamento de Polícia Civil de Não-Me-Toque. Ele substitui Arlindo Círio da Cunha, que encerrou a atividade com sua aposentadoria. Com 17 anos de trabalho atuou em outros municípios do estado, como: Ibirubá, Novo Hamburgo, Alvorada, Passo Fundo, Carazinho e São Borja. Mendes disse que foi sua iniciativa pedir transferência de Tramandaí para vir atuar em Não-Me-Toque.

Formado em direito pelo Instituto Cenecista de Ensino Superior de Santo Ângelo, tem mestrado em Ciências Criminais pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) e atuou como professor universitário na Ulbra Carazinho, Unicruz e Universidade Federal do Pampa, de São Borja. Na sua primeira impressão do cenário local, avaliou que a maioria dos crimes gira entorno do tráfico de drogas, roubos a mão armada e furtos.

Perguntado sobre os investimentos na área de segurança no interior como, por exemplo, câmaras de videomonitoramento, o delegado informou que os municípios investiram pesado, mas que de forma geral há problemas sérios de operação e sem condições de aproveitar as imagens para investigação. Pretende conversar nos próximos dias com o juiz da comarca Márcio Sfredo Monteiro e o comandante da Brigada, tenente João Roberto.

Com 17 anos na profissão Gerri Adriani Mendes assume como novo delegado efetivo de Não-Me-Toque

Com 17 anos na profissão Gerri Adriani Mendes assume como novo delegado efetivo de Não-Me-Toque

– Uma das complexidades na segurança parte da falta de efetivo policial e não na existência ou não em ter câmeras. O correto é de ter um policial para cada 1.000 habitantes. Infelizmente estamos muito longe disso acontecer – comentou.

Atualmente a DP tem cinco pessoas trabalhando entre as funções administrativas e de investigação. A DP atende casos de Lagoa dos Três Cantos e repassa um policial para Victor Graeff. O delegado considerou o número de homicídio baixo, comparado a outros municípios da mesma faixa populacional de NMT. Em 2016, foram registrado dois assassinatos.

De acordo Jerri Adriani Mendes, muitas das mortes estão ligadas pelo envolvimento no tráfico de drogas, com lucro fácil obtidos pelos traficantes. No Brasil ocorrem aproximadamente 60 mil assassinatos por ano. Os inspetores e funcionários da delegacia não estão mais em greve e os trabalhos seguem normalmente. As ocorrências não urgentes, como perda de documento, podem ser feitas pela internet no site www.delegaciaonline.rs.gov.br.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.