Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2018
Telefone: (54) 3332-1699
Curta nossa página no Facebook:
31°
22°
30°C
Não-Me-Toque/RS
Nublado
Destaques

Obras e aparelhos adequam bloco cirúrgico do Hospital Alto Jacuí

Obras e aparelhos adequam bloco cirúrgico do Hospital Alto Jacuí
02.03.2018 17h19  /  Postado por: upside

Hospital conta com duas autoclaves em funcionamento e adquiriu uma nova para instalar após reforma do bloco cirúrgico

A Administração do Hospital Beneficência Alto Jacuí determinou a compra dos aparelhos e a obra necessária para atender as exigências da Coordenadoria Regional da Saúde. Desde o dia 8 de fevereiro, o bloco cirúrgico está sob termo de interdição cautelar para partos e cirurgias pela vigilância sanitária da 6ª Coordenadoria Regional da Saúde.

O termo de interdição cautelar apontava a falta de aparelhos como amnioscópio, cardiotocógrafo, mesa de três faces para reanimação, dispositivo para aspiração de mecônio, lâmina reta de laringoscópio, entre outros itens.

Equipe de enfermagem recebeu capacitação para usar o cardiotocógrafo

Todos os aparelhos foram adquiridos e estão no hospital. Na quarta-feira (28 de fevereiro), enfermeiras e técnicas de enfermagem receberam capacitação para uso do cardiotocógrafo. A capacitação ocorreu em dois turnos para que toda equipe recebesse o treinamento para uso do aparelho. A cardiotocografia é um exame que avalia o bem-estar fetal, e costuma ser realizado mais para o fim da gestação. Além de verificar se o bebê está bem, o aparelho também serve para detectar a presença ou não de trabalho de parto.

Obras de adequação do fluxo do Centro de Materiais e Esterilização

Obras de adequação do fluxo do Centro de Materiais e Esterilização

Outro apontamento da vigilância também está sendo cumprido. É a adequação da estrutura física e fluxos da Central de Materiais e Esterilização e do bloco cirúrgico. Está em reforma o espaço físico para adequação dos fluxos CME.

A administradora do Hospital Alto Jacuí, Darciéle de Lima, apresentou a defesa na 6ª Coordenadora Regional da Saúde e coordena o cumprimento das exigências para que o Hospital Alto Jacuí possa retornar à normalidade em seu funcionamento.

– As adequações vinham sendo apontadas há vários anos, mas fomos surpreendidos com a decisão da interdição cautelar, considerando que tínhamos o alvará de funcionamento até o mês de abril, prazo que estávamos considerando para cumprir as exigências já que estamos em obras e realizando investimentos para qualificar o hospital – explicou a administradora.

Já se encontra na VISA/69 da Coordenadoria Regional da Saúde o projeto da nova Central de Materiais e Esterilização e da reforma do todo o Bloco Cirúrgico.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.