Terça-feira, 18 de Dezembro de 2018
Telefone: (54) 3332-1699
Curta nossa página no Facebook:
27°
21°
22°C
Não-Me-Toque/RS
Nublado
Cultura e lazer

Nas mãos de Barroso uma história rica de amizades e títulos no futebol

Nas mãos de Barroso uma história rica de amizades e títulos no futebol
29.03.2018 14h28  /  Postado por: upside

Felipe Keller | reporter@afolhadosul.com.br

Talvez você não conheça o vendedor Orlácio Orcélio Krüger, de 59 anos. Contudo, quando mencionar, o Barroso, dificilmente alguém do futebol amador da região não vai saber de quem se trata. Há 40 anos, Barroso tem uma ampla história no futebol, muitos títulos e amigos. Em 2004, encerrou o ciclo como goleiro no Gaúcho de Arroio Bonito conquistando Municipal de Campo e, desde 2005, atua na função de técnico.

Nas lembranças mais remotas está o primeiro título em 1977, aos 18 anos de idade. A conquista foi no Campeonato Municipal de Tapera, pelo União de Linha Vitória. Entre tantas taças erguidas, tem uma especial e ocorreu quando treinava no Colorado, da cidade de Colorado, no final dos anos de 1970, no Estadual de Amador.

– Em 1978 treinava em Colorado e permaneci 1.090 minutos sem levar gol, feito registrado na Federação Gaúcha de Futebol – relata.

O ex-goleiro do Grêmio, Breno Kirinus, foi quem percebeu que Barroso tinha talento para a posição quando ainda atuava nos treinos do juvenil do Colorado de Não-Me-Toque. Breno Kirinus, que foi Campeão Gaúcho pelo tricolor na década de 60 viveu com a família em NMT. O massagista Adalípio Hahn (Tatu) também foi grande incentivador.

– O Breno Kirinus queria me levar para o Grêmio quando tinha 16 anos, como era filho único o meu pai (agricultor) pediu para ficar – recorda.

Barroso tem uma trajetória que iniciou aos 16 anos e vive o futebol como o principal lazer

Momentos marcantes no futebol

Uma das conquistas marcantes é o primeiro título do Gaúcho. O clube de Arroio Bonito havia conquistado a 2ª divisão do Municipal de Campo 1987. No campeonato disputado há 30 anos, o futebol de NMT tinha 16 clubes; oito times divididos em duas divisões.

Também fazem parte de sua trajetória os títulos pelo Regional e o 3º lugar no Estadual de Amador pelo Esporte Clube Colorado.  Barroso lamenta o enfraquecimento do futebol amador no município, com a diminuição de times.

– Estou preocupado com o que pode acontecer, principalmente com o jovem e as futuras gerações – apontou.

Goleiro com 28 títulos, segue recebendo amigos no seu escritório, além dos clientes. E no futebol, atualmente atua como técnico do Guarani do bairro Jardim.

 

Títulos como jogador

Em NMT, três títulos pelo Gaúcho e Harmonia; um pelo Avante, um pela Associação Não-Me-Toque. Em Victor Graeff, quatro pelo Vitória de Posse Serrito. Em Tapera, campeão pelo União de Linha Vitória. Em Colorado, foram oito taças de campeão: Juventude (2), Associação Padre Osmari (2). Futsal: EC Bafo, Associação Banrisul e Arco-Íris. Em Passo Fundo, pela Associação Samir (2).  Em Saldanha Marinho, EC Real. Em Carazinho, Ameba e Rodoviário. Futsal: Baika (2). Treinador: Títulos de futsal em Carazinho e Colorado. Em NMT, Ressaca, Municipal (2006 e 2014) e Regional (2007); também pelo Parceria e Sabiá Branco.

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.