Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019
Telefone: (54) 3332-1699
Curta nossa página no Facebook:
Tempo limpo
16°
11°
14°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo limpo
Destaques

Levantamento aponta 394 túmulos abandonados no cemitério Católico de Não-Me-Toque

Levantamento aponta 394 túmulos abandonados no cemitério Católico de Não-Me-Toque
Sepulturas abandonadas impactam o ambiente e podem significar inexistência de vínculos familiares
20.11.2018 14h05  /  Postado por: helaine

Sepulturas abandonadas impactam o ambiente e podem significar inexistência de vínculos familiares

De iniciativa do pároco, frei Laerte Reis, da Paróquia Católica Cristo Rei, uma avaliação apontou pouco espaço para futuros sepultamentos. Junto com a diretoria, foi realizado um levantamento do número de túmulos que estão abandonados no Cemitério Católico. Contando com assessoria jurídica foram estabelecidos critérios para estabelecer quais seriam considerados túmulos abandonados: sinais de desgaste, sem identificação e estar quebrado. Para respeitar as exigências legais foram contratados profissionais na área da engenharia civil e ambiental.

Com isso surgiram críticas. O plano vai retirar os restos mortais dos túmulos considerados abandonados que serão colocados num memorial. O projeto do Memorial prevê uma obra de mármore e vidro com medidas de 4 x 4 metros, com três metros de profundidade. Nos local serão depositadas as ossadas, em caixas individuais, sempre que possível com identificação.  O Memorial também abrigará as cinzas, para os casos de cremação. A obra será construída no próximo ano, com prazo de entrega até o mês de abril.

O projeto foi definido em reunião com a diretoria e conta com o apoio da Arquidiocese de Passo Fundo. A população começou tomar conhecimento durante as missas, pela imprensa local e, também, com comunicados em uma rede social e na própria lápide. Ocorreu reação de algumas pessoas que espalharam mentiras sobre o que seria feito com os restos mortais. Frei Laerte informou que o cemitério está dentro dos padrões exigido por lei e que as mudanças já deveriam ter sido feitas há pelo menos 30 anos.

Projeto do Memorial

– Identificamos os túmulos e ao abrir saberemos se ainda existem restos mortais. Existe um túmulo de 1889. Com esta mobilização, cerca de 80 pessoas nos procuraram para obter informações de algum familiar sepultado na lista de abandono – comentou o frei.

A construção do Memorial vai proporcionar mais cinco anos de espaço para novos sepultamentos no Cemitério Católico que está praticamente sem espaço. Em média, são 85 por ano. A estimativa é de que tenha 5 mil sepulturas no cemitério.

O frei sugere às famílias com familiar sepultado nos túmulos listados para transferência ao memorial, que reutilizem o mesmo espaço para os demais membros da família no futuro, cuidando da manutenção do local.

Cemitério vertical   

Após a construção do memorial e a retirada de túmulos antigos considerados abandonados, uma nova etapa será iniciada, com a construção de uma estrutura conhecida como cemitério vertical. Utilizado em grandes cidades por razões de espaço, os cemitérios verticais colaboram com menor impacto ao meio ambiente.

A edificação terá quatro andares e vai disponibilizar gavetas uma acima da outra para os caixões, ampliando o tempo útil de sepultamentos do cemitério. Neste formato existe um padrão igual para todos. Em Santos, no litoral paulista, tem o maior cemitério vertical do mundo, o Memorial Necrópole Ecumênico.

Abandono recente

O frei alertou que existem sepulturas abandonados, de casos em que ele realizou a cerimônia de sepultamento, nos últimos anos. Não que estes estejam

Paróquia Cristo Rei – Igreja Católica de Não-Me-Toque/RS

“EDITAL DE COMUNICAÇÃO – A Paróquia Cristo Rei – Igreja Católica de Não-Me-Toque/RS, comunica aos seus fiéis e à população em geral, que os restos mortais sepultados em túmulos sem identificação e/ou abandonados no Cemitério Católico de Não Me Toque/RS, serão removidos e depositados em Memorial adequado para tal, a ser construído no próprio Cemitério Católico até 30 de janeiro de 2019, onde familiares e demais interessados poderão render suas homenagens.”

Comunicados ocorrem na imprensa, na missa e na própria lápide

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.