Terça-feira, 22 de Outubro de 2019
Telefone: (54) 3332-1699
Curta nossa página no Facebook:
Tempo nublado
20°
12°
20°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo nublado
Destaques

Movimento por melhorias na ERS 142 continua, dia 7 tem manifesto

Movimento por melhorias na ERS 142 continua, dia 7 tem manifesto
Usuários clamam por investimentos na rodovia que é negligenciada em função de sua demanda
06.02.2019 17h50  /  Postado por: helaine
Felipe Keller | reporter@afolhadosul.com.br

A manifestação pedindo melhores condições na estrutura da rodovia ERS 142, nos 22 quilômetros que separam Carazinho de Não-Me-Toque, acontece na próxima quinta-feira, dia 7, às 16h, na divisa entre os dois municípios. A iniciativa foi dos vereadores do Partido Progressista (PP) Charles Morais, de Não-Me-Toque, e Luis Fernando Costa de Oliveira, de Carazinho, junto com o Sindimáquinas, e foi conquistando simpatizantes. Pessoas descontentes com a situação da estrada não faltam.

Usuários clamam por investimentos na rodovia que é negligenciada em função de sua demanda

No dia 11 de janeiro, foram colocadas cruzes à beira da pista, na divisa dos municípios, chamando a atenção para os mortos. Um banner foi instalado no local convidando a população se integrar ao movimento e participar da manifestação. O objetivo é chamar atenção do novo governo do Estado. Conforme o vereador Charles, não há nada contra o governo que assumiu a um mês o Estado, mas é preciso que os responsáveis conheçam a realidade e a história de reivindicação que já tem muitos anos.

– Nossa luta é para que estas e as antigas promessas saiam de fato do papel, e que a ERS 142 ganhe mais que um tapa buraco dias antes da Expodireto Cotrijal – comentou.

O propósito é conseguir a reconstrução total da rodovia nos padrões do DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte. A pista principal deve ter sete metros de largura, e estar nivelada. Hoje, existem trechos com uma diferença de 20 cm de altura entre a pista e o acostamento, obrigando maior atenção e sendo motivo de muito risco de acidente em caso de saída de pista. A saída de pista é uma necessidade quando dois veículos de carga se encontram ou quando um veículo avança sobre a pista contrária numa curva e ocorre o cruzamento.

Charles relatou que recebeu ligações de “autoridades” dizendo a ele que não teria necessidade de fazer manifesto, “que a obra vai sair, que está tudo certo”. No entanto, o político local insiste e quer seguir com o manifesto.

– No dia 7 de fevereiro vamos mostrar que realmente estamos cansados de promessas e mentiras – completa.

No ano passado o vereador foi ao Ministério Público (MP) com uma ação que cobra do Daer – Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem – a responsabilidade sobre as condição e manutenção da pista. Também cobra o anunciado convênio de R$ 20 milhões para restauração da rodovia, que aconteceria em outubro de 2018.

A visão de quem trabalha direto na rodovia

Os motoristas de ambulância da Secretaria Municipal da Saúde, Paulo Rodrigues, com 13 anos de atividade e, Valdori Soares da Cruz, há três anos, concordam que é preciso cuidado redobrado ao passar pela rodovia. Os desafios surgem com pacientes de emergência, cirurgia ou fratura. Os dois condutores falaram com a reportagem na tarde de ontem (31/1), no mesmo dia, a secretaria havia registrado três viagens para Carazinho e três a Passo Fundo. Os veículos também sofrem com danos na suspensão e nas rodas.  A ERS-142, que já tirou vidas é também, indispensável para atendimento ágil para salvar.

Paciência para o motorista de caminhão  

O caminhoneiro Nelson Arendt considera a pista estreita e perigosa para trafego de caminhões carregados. “Uma bomba relógio”, define. Para evitar um cenário agravante, usa a experiência, e estaciona o caminhão no acostamento quando enfrenta excessivo trânsito, e espera o fluxo passar. A prudência ocorre, segundo caminhoneiro, quando carrega máquinas com maior largura no caminhão. Considera a conservação da estrada um dos grandes problemas.

Empresa que vive o dia a dia da 142

A empresa WD Insumos está localizada à margem da ERS 142. O empresário administrador, Fábio Reschke, informou que oito funcionários utilizam diariamente a rodovia. Todos os negócios passam pelo local, desde o acesso dos clientes e até dos funcionários e dos produtos da empresa. Também já serviu de apoio para ajudar motoristas que tiveram problemas. Observa que maior fluxo na 142 está nas primeiras horas da manhã e no final da tarde.

Fiscalização do Daer

Responsável pela fiscalização e manutenção da rodovia estadual, o Daer raramente se faz presente. Os serviços de tapa-buraco geralmente são terceirizados. Mas é na semana que ocorre a Expodireto que os fiscais do Daer aparecem. Exatamente quando tem fila de veículos cruzando pela rodovia, com congestionamento – a cidade chega a receber 50 mil pessoas por dia em veículos de passeio e coletivos – a equipe do Daer faz blitz com a única finalidade de multar.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.