Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
Telefone: (54) 3332-1699
Curta nossa página no Facebook:
Alguns chuviscos
19°
14°
16°C
Não-Me-Toque/RS
Alguns chuviscos
Destaques

Iniciadas obras na ERS-142

São 18 quilômetros recuperados e inclusão de terceiras faixas num prazo de 90 dias
Iniciadas obras na ERS-142
Obras de restauração do pavimento e terceira faixa em sete pontos somam investimento de R$ 20 milhões, recursos do Banco Mundial - Foto: Daer / Divulgação
20.03.2019 15h18  /  Postado por: helaine

Aguardada há mais de 40 anos, a recuperação do trecho da ERS-142 entre Carazinho e Não-Me-Toque começou. Como anunciado pelo governador Eduardo Leite na abertura da 20ª Expodireto, no dia 11, equipes da empresa MAC Engenharia – contratada via licitação para as obras – estão desde a terça-feira (19) na rodovia para melhorar as condições de tráfego dos 18 quilômetros entre os dois municípios.

Obras de restauração do pavimento e terceira faixa em sete pontos somam investimento de R$ 20 milhões, recursos do Banco Mundial – Foto: Daer / Divulgação

Coordenados pela Secretaria de Logística e Transportes por meio do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), os trabalhos começaram com a marcação do trecho a ser restaurado. Nesta quarta-feira (20), as máquinas iniciaram as operações. O investimento chega a R$ 20 milhões, oriundos de financiamento do Banco Mundial (Bird).

Segundo o secretário Juvir Costella, o trabalho do governo do Estado foi determinante para a garantia dos recursos.

– Seguimos a orientação do governador Eduardo Leite e, em conjunto com a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão e o Daer, conseguimos prorrogar o prazo para a execução dessa importante obra e garantir o recursos do Banco Mundial – afirmou.

Além da restauração do pavimento, dos dispositivos de drenagem – como bueiros, canaletas e sarjetas – e da sinalização, o trecho previsto em contrato receberá terceiras faixas em sete pontos.

– Trata-se de uma estrada com tráfego médio de 4 mil veículos por dia e intensa circulação de cargas. A ampliação da capacidade deve favorecer, sobretudo, o fluxo maior durante o período de safra – disse Sívori Sarti da Silva, diretor-geral do Daer.

As obras integram o Contrato de Restauração e Manutenção de Rodovias (Crema) da Região de Passo Fundo–Cruz Alta. O prazo para a conclusão dos trabalhos é de 90 dias.

Texto: Júlio Cunha Neto/Ascom Selt
Edição: Marcelo Flach/Secom

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.