Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020
Telefone: (54) 3332-1699
Curta nossa página no Facebook:
Tempo nublado
28°
18°
22°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo nublado
Comportamento

Cutelaria ajudou a vencer a depressão e se tornou um negócio

Cutelaria ajudou a vencer a depressão e se tornou um negócio
Cristian conheceu a atividade artesanal e se encantou com a cutelaria
10.02.2020 21h19  /  Postado por: helaine
Por:Felipe Keller – reporter@afolhadosul.com.br

O não-me-toquense Cristian Felipe Scherer de 33 anos, disse não à depressão e encontrou na prática de uma atividade artesanal, um hobby e uma forma de ganhar dinheiro. Da atividade artesanal de lazer abriu o próprio negócio, há nove meses, a Cutelaria Scherer – Facas e Facões Artesanais. Antes, trabalhava na construção civil. Com o pai trabalha também na restauração de móveis antigos e planejados. Aos poucos, a cutelaria foi ganhando importância e tomando lugar da atividade em madeira: tábua de carne, suportes para cozinha, caixinhas e outros.

Cristian conheceu a atividade artesanal e se encantou com a cutelaria

Para aproveitar o talento na produção de facas e facões artesanais, foi em busca de clientes.  A internet abriu um grande leque. Hoje, está inscrito em 148 grupos de vendas do Facebook e no Mercado Livre, que garantem 90% dos clientes. A clientela vem de diversas regiões do estado, além da Bahia, Distrito Federal, Pernambuco, Piau São Paulo, Paraná e Santa Catarina. O reconhecimento como cuteleiro rendeu um convite do Museu de Cutelaria Brasileiro, do estado de Pernambuco. Cristina Scherer fará duas espadas Katanas, da cultura japonesa, para exposição.

– Preciso divulgar mais meu trabalho artesanal para atrair clientes locais, por isso, participei da Expo NMT – comentou.

O material usado por Cristian é de aço carbono. O inox tem custo mais alto. O aço é forjado a carvão, e atende desenho e formato do cliente. Utiliza material reciclável e aço virgem. A empunhadura é feita de madeira:  ipê-roxo, guajuvira, cedro e até osso de gado. O peso da peça varia de 850 a 920 gramas. O porta faca é de couro.

– Encontrei na cutelaria uma nova oportunidade que está me ajudando a curar da depressão – menciona.

Interessados podem obter mais informações na página do Facebook Cutelaria Scherer, ou pelos telefone (054) 9 9705-2475 e (054) 9 9106-8660.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.