Quarta-feira, 01 de Julho de 2020
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 54 9 9932 7709
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
11°
9°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo limpo
Ao Vivo:
Saúde

Mobilização organizada pelo governo garante conserto de 85 respiradores para hospitais

Mobilização organizada pelo governo garante conserto de 85 respiradores para hospitais
Foto: Maicon Hinrichsen/Palácio Piratini.
11.06.2020 16h28  /  Postado por: helaine

O governo do Estado mobilizou empresas e organizações da iniciativa privada para colaborar no conserto de respiradores que estavam estragados nos hospitais gaúchos. A iniciativa da Secretaria de Governança e Gestão Estratégica (SGGE) ocorreu no começo da pandemia, em março, e mapeou 254 equipamentos com problemas. Destes, 85 já receberam manutenção e estão em pleno funcionamento para recuperação de pacientes da Covid-19.

“Mobilizamos a sociedade civil para colaboração no conserto de respiradores. O Estado não fez qualquer compra por qualquer valor de respiradores, por avaliarmos que o risco era grande, então, buscamos outros caminhos para garantir o atendimento à população, sempre prezando pela boa aplicação do dinheiro público. Agradecemos a iniciativa e o apoio que recebemos”, disse o governador Eduardo Leite, durante transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta quinta-feira (11/6). Do total de respiradores disponíveis no Estado para atendimento, no momento, 36% estão em uso.

Segundo levantamento realizado pelas empresas, o valor investido nos consertos foi de R$ 404 mil. “A complexidade varia bastante, mas o gasto médio é de R$ 4.762,00 por equipamento. Teve um que necessitou de um suporte de R$ 30 mil para conserto. As verbas são somente do setor privado. Uma ação solidária que demonstra a responsabilidade social dessas empresas e entidades em prol da comunidade gaúcha”, disse o titular da SGGE, Claudio Gastal.

Da localização até o conserto

Os respiradores são localizados por meio de contato dos hospitais ou de outras fontes que identifiquem equipamentos estragados e também por um trabalho de busca realizado pela equipe da SGGE e parceiros. Os aparelhos danificados passam por higienização, diagnóstico, manutenção mecânica e eletrônica e eventual substituição de peças. Depois de calibrados e com certificação de funcionamento emitida, são devolvidos para a instituição de origem.

O conserto de respiradores conta com o apoio e suporte de General Motors, Instituto Cultural Floresta, Capacità Eventos, Senai, Brothers in Arms e Reginp.

Informações sobre respiradores estragados podem ser comunicadas pelo e-mail gabinete@sgge.rs.gov.br.

*Lucas Barroso - Ascom SGGE.
Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.