Quinta-feira, 02 de Julho de 2020
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 54 9 9932 7709
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
11°
8°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo limpo
Ao Vivo:
Agronegócios

Cotrijal: Proteja o rebanho das doenças

Cotrijal: Proteja o rebanho das doenças
Foto: Guilherme de Quadros/Devet.
23.06.2020 13h49  /  Postado por: helaine

Quem trabalha com bovinocultura de leite sabe que o sucesso da produção depende de um bom manejo nutricional, reprodutivo e sanitário! Hoje a lista de doenças que podem acometer o rebanho leiteiro é vasta. E uma estratégia eficaz de evitar perdas de gestação ou de produtividade é vacinar o gado de leite contra as doenças reprodutivas. Nas Lojas Cotrijal, um dos produtos disponíveis para associados e clientes é a Hiprabovis9.

“Imunizar o rebanho é a maneira mais eficaz de fazer esse controle sanitário e melhorar as condições físicas dos animais. A nossa indicação é que a vacina seja aplicada de seis em seis meses”, reforça o coordenador do Departamento Veterinário da Cotrijal, Alan Issa Rahman.

De acordo com coordenador, as vacinas reprodutivas protegem os animais de várias doenças, em especial, contra a Rinotraqueíte Infecciosa Bovina (IBR), Diarreia Viral Bovina (BVD) e Leptospirose. Ele alerta ainda que as enfermidades podem provocar aborto, terneiros deformados e/ou debilitados ao nascer, retorno do cio e infertilidade.

“A IBR e a BVD são doenças que afetam muito na reprodução. Para a vaca emprenhar, ter um parto por ano e, consequentemente, ter um pico de produção em torno de 60 dias após o parto, ela tem que estar sadia. Um parto por ano, seguido de pico de produção na vaca significa mais leite, mais reposição e eficiência econômica. E a vacina ajuda a manter a imunidade alta e reduz gastos”, pontua.

Campanha – Para quem, este ano, ainda não protegeu o rebanho leiteiro contra as doenças reprodutivas, as Lojas Cotrijal estão com campanha de produtos até o dia 30 de junho. Consulte a sua assistência veterinária, trace a melhor estratégia de prevenção e garanta a sanidade dos animais.

Verminose: vacinação evita perdas
Rahman também chama atenção para outro problema: a verminose. De maneira geral, segundo ele, animais com mais de dois anos não apresentam sinais clínicos caso estejam com vermes, mas deixam de ganhar peso, têm queda na produção de leite e baixa na imunidade.

Em vacas, o Devet da Cotrijal recomenda fazer duas dosagens: uma na secagem e outra logo após o parto, tendo o cuidado para que o vermífugo no parto não tenha carência no leite. Já o tratamento de terneiras e novilhas deve ser mais intenso. “São mais suscetíveis aos vermes e podem apresentar sinais clínicos no caso de verminoses mais severas, como perda de peso, pelo arrepiado, pouco desenvolvimento muscular, ‘papeira’, tosse, diarreia”, explica.

Campanha – Para que os produtores possam ter um resultado eficiente na propriedade, as Lojas Cotrijal estão com campanha de vermífugos até dia 30 de junho. Aproveite e proteja o seu rebanho!

PARA SABER MAIS

Na edição de junho do Jornal da Cotrijal, você confere reportagem completa sobre o assunto.

*Assessoria de Imprensa da Cotrijal
Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.