Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 54 9 9932 7709
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
28°
13°
26°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo nublado
Ao Vivo:
Educação

Governo do Rio Grande do Sul divulga nesta terça-feira o cronograma de retomada das aulas

Governo do Rio Grande do Sul divulga nesta terça-feira o cronograma de retomada das aulas
Expectativa é que retorno comece pela educação infantil e ocorra de forma escalonada até novembro (Foto: Agência Brasil).
01.09.2020 08h41  /  Postado por: A Folha
Por O Sul

Um calendário de retomada das aulas presenciais para regiões classificadas em bandeiras amarela e laranja no Distanciamento Controlado será discutido nesta terça-feira (01), às 9h, em nova reunião entre o governo do Estado, Famurs e associações regionais de prefeitos.

A expectativa é de que as atividades sejam retomadas ainda na primeira quinzena de setembro pela Educação Infantil. Depois, seria o Ensino Superior, seguido pelo Ensino Médio e Técnico. Por fim, voltariam os alunos do Ensino Fundamental.

Segundo o mapa definitivo anunciado na tarde desta segunda-feira pelo Executivo, após as análises dos recursos, o Rio Grande do Sul ficou predominantemente laranja. Das 21 regiões, apenas quatro, Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí e Santa Rosa, estão classificadas em vermelho. Não há bandeiras amarelas.

O plano é apresentado após vários adiamentos e discussões. Em junho, quando foi anunciado o primeiro cronograma, o início das aulas presenciais de forma escalonada no ensino básico estava previsto para julho.

Com o agravamento dos indicadores da pandemia, o plano foi adiado para que as atividades retornassem no dia 31 de agosto. Na semana passada, houve um novo recuo e a projeção passou para a primeira metade de setembro.

O governo destaca que o retorno não será obrigatório e que a volta às aulas só será permitida para regiões com bandeira amarela ou laranja no modelo de distanciamento controlado. O temor é de que o retorno às aulas presenciais represente um aumento ainda mais expressivo no número de casos de coronavírus no Estado.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.