Segunda-feira, 28 de Setembro de 2020
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 54 9 9932 7709
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
19°
11°
18°C
Não-Me-Toque/RS
Parcialmente nublado
Ao Vivo:
Saúde

Psicólogo Bernardo Bender destaca a importância do diálogo e procura de ajuda

Psicólogo Bernardo Bender destaca a importância do diálogo e procura de ajuda
No período de faculdade, Bernardo Bender escreveu um livro que lançou recentemente. Trata-se de sua experiência após um grave acidente de trânsito (Foto: Roger Amaral).
11.09.2020 11h44  /  Postado por: A Folha
Por Roger Amaral

Autor da obra “A Força, a Fé, e um Amor” e com uma história de superação marcante, o psicólogo Bernardo Bender, formado pela IMED de Passo Fundo, participou do programa Radar, da Rádio A Folha 104.9 FM e falou sobre a importância de procurar dialogar com profissionais qualificados no tocante à saúde mental. Relatou que a demanda de pessoas que necessitam de ajuda para se tratar está crescendo cada vez mais.

No passado, abordar o tema por muitas vezes foi um tabu, porém, com o passar dos tempo e o surgimento de campanhas voltadas ao cuidado da saúde mental, o assunto foi sendo mais difundido entre a sociedade, até se tornar relevante.

Escrever o que se está sentido no momento dos problemas ou crises de ansiedade, ou a noite quando a pessoa não está conseguindo dormir, por conta de muitos pensamentos, é uma maneira de extravasar e botar para fora tudo que é negativo, orienta o psicólogo.

Levando a paixão por escrever e pela profissão que escolheu, Bernardo é conhecido nas redes sociais pelas frases marcantes que são muito compartilhadas. A ideia foi uma sugestão da namorada, para que escrevesse no receituário. Desta forma, entende que está levando orientação para quem não tem com quem compartilhar suas dores e dúvidas, não decidiu buscar ajuda de um profissional da psicologia ou não tem condições de fazê-lo.

– Internet se apresenta como um meio que atinge facilmente um número grande de pessoas, mesmo que seja para levar uma frase inspiradora de apoio – comenta Bernardo Bender.

Falando sobre a dor emocional, o psicólogo observa que o suicídio tem por trás questões que causam angústias e geram sensação de incapacidade para lidar com esses sentimentos.

– A dor emocional pode ser até mesmo maior do que a física. Aí que entra a importância do papel exercido pelos profissionais da psicologia – observa.

Durante a pandemia causada pelo novo coronavírus, os atendimentos aumentaram consideravelmente, chamando a atenção do profissional, que ressalta a necessidade de a pessoa procurar por ajuda precocemente.

Familiares e pessoas próximas podem e devem auxiliar quando percebem sinais, como por exemplo, isolamento social, raiva, picos de explosão em pessoas que geralmente são calmas e crises de ansiedade. Este último é o mais comum ultimamente, comer menos ou comer demais exemplifica o tipo de ansiedade mais frequente.

Para conter a ansiedade, Bernardo recomenda realizar caminhadas pelo menos 30 minutos por semana, procurar ocupação com atividades que tragam boas energias e pensamentos positivos.

– Assim como ao se machucar um braço a pessoa fica incapacitada, machucar a mente e o nosso pensar, também nos deixa incapazes. A depressão é uma das doenças mais incapacitantes na atualidade, por isso procurar ajuda psicológica é imprescindível – recomenda.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.