Sexta-feira, 04 de Dezembro de 2020
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Estrelado
26°
19°
20°C
Não-Me-Toque/RS
Estrelado
Ao Vivo:
Região

Cooperantes investem na atividade rural e constroem a sucessão familiar

Cooperantes investem na atividade rural e constroem a sucessão familiar
Foto: Divulgação.
26.10.2020 11h52  /  Postado por: A Folha
Por Coprel 

A Agroindústria Antonello comemora o seu primeiro ano de atividades no próximo mês de novembro. Localizada em anexo C, interior de Boa Vista do Incra, o empreendimento é administrado pela cooperante Lucimara Antonello dos Santos, que conta com a ajuda do filho Marcos na produção dos alimentos. A família já planeja a sucessão rural, pois o jovem considera o trabalho na agroindústria uma oportunidade para aprender e ficar no interior.

A ideia de fazer uma agroindústria surgiu após a grande quantidade de pedidos feitos e a excelente aceitação dos pães, cucas e bolachas pela comunidade. A família se reuniu, pensou em conjunto e tornou realidade o empreendimento para agregar mais renda à família. Carlos, esposo de Lucimara, trabalha com a produção de leite junto com o irmão. Já a esposa Lucimara e o filho do casal, Marcos Guilherme, de 17 anos, trabalham diariamente na produção de pães, bolachas, cucas, massas frescas, massa de pizza e tortas. Pedro Henrique, de 9 anos, é o filho caçula e já observa o trabalho dos pais e do irmão na propriedade.

Marcos Guilherme planeja terminar o ensino médio e pensa em cursar uma faculdade, no entanto, vê nos panificados uma oportunidade para ficar no interior. “Minha rotina é levantar, tomar um café e vir para a agroindústria. Começamos cedo, tem dias das bolachas, dos pães e das massas frescas. Eu faço de tudo aqui, e quando a mãe vai fazer as entregas eu fico limpando e organizando a agroindústria”, destaca o jovem.

Ter o próprio negócio, trabalhar em casa e contar com a ajuda do filho é motivo de orgulho para Lucimara. “Queremos que eles estudem, mas aqui na propriedade é um negócio que eles não precisam sair para fora e podem aproveitar os conhecimentos”, ressalta.

A família conta com a energia da Coprel para poder desenvolver as atividades da propriedade e produzir os alimentos na agroindústria: “É muito importante, pois sem energia não tem nem como ligar as máquinas, a extrusora, sovadeira e fornos. O atendimento é bom, sempre que precisamos, a prestação de serviços é bem rápida”, disse Marcos.

Recentemente a família solicitou junto à Coprel um projeto de aumento de carga, que vai melhorar a qualidade da energia elétrica, substituindo a rede monofásica para trifásica. O projeto está sendo elaborado dentro do Programa fundo Mais Energia, com participação da Coprel e dos cooperantes. A Coprel acredita e incentiva os sonhos das famílias rurais. Com muita coragem, energia e perseverança, os cooperantes se desafiam, investem e constroem as suas vidas no interior, com energia de qualidade para se desenvolver no meio rural.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.