Sábado, 19 de Junho de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Chuvas esparsas
11°
12°C
Não-Me-Toque/RS
Chuvas esparsas
Ao Vivo:
Destaques

CUIDADO: notas falsas de R$50 e R$100 estão circulando em NMT

CUIDADO: notas falsas de R$50 e R$100 estão circulando em NMT
25.05.2021 17h02  /  Postado por: A Folha

Segundo comerciantes locais, estão circulando pela cidade notas falsas de 50 e 100 reais. Por isso é importante que o consumidor e lojista fiquem atentos durante saques, recebimento e pagamentos.

Segundo a Polícia Federal, as notas de R$100 respondem por mais de 40% das falsificações, enquanto as notas de R$50 ficam pouco atrás, com 37%.

É importante que a comunidade denuncie casos de repasse de dinheiro falso para que o golpista seja localizado e encaminhado ao órgão competente, no caso a Polícia Civil ou a Polícia Federal. O crime de falsificação de moeda está previsto no Código Penal, artigo 289, e a pena pode variar de três anos a 12 anos de reclusão.

Caso você receba, sem perceber, uma nota falsa ou suspeita, deverá procurar qualquer agência bancária e entregar a cédula. O banco vai anotar seus dados (nome, endereço, documento de identificação, CPF ou CNPJ) e enviar a nota para análise do Banco Central.

Se ficar comprovado que a cédula é legítima, você será ressarcido pelo banco. Caso fique comprovado que a cédula é falsa, não haverá reembolso. Dá para acompanhar a análise por meio desta página.

É importante lembrar: quem bota em circulação uma nota sabendo que ela falsa pode ser incriminado – mesmo que não tenha sido o autor da falsificação. Segundo o Banco Central, a punição pode ser de 6 meses a 2 anos de detenção.

Como identificar uma nota falsa?

Dá para reconhecer uma nota falsa pelos desenhos, texturas e cores especiais colocados no papel-moeda. No Brasil, o Departamento do Meio Circulante (Mecir) do Banco Central é o responsável por estudar e desenvolver esses recursos anti-falsificação das cédulas e moedas.

Hoje, existem dois tipos  de cédula em circulação e a forma de identificar notas falsas é diferente em cada uma delas.

  • Segunda Família do Real: notas mais recentes, fabricadas a partir de 2010. A nota de R$200 faz parte deste grupo;
  • Primeira Família do Real: notas que ainda valem, mas estão sendo gradualmente substituídas.

Segunda Família do Real

Foto: Banco Central do Brasil

Estes são os elementos que devem ser verificados para checar se uma nota da Segunda Família é falsa:

1. Marca-d’água

Foto: Banco Central do Brasil

Basta colocar a nota contra a luz para ver, na área clara, a figura do animal e o número do valor da nota em tons que variam do claro ao escuro.

2. Alto-relevo

Foto: Banco Central do Brasil

Pelo tato, dá para sentir o relevo em algumas áreas da nota. Por exemplo:

  • Na frente, na legenda “REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL”;
  • Nas laterais e nos números indicativos do valor (nas notas de R$10 e R$20, apenas no número inferior esquerdo);
  • No verso, na legenda “BANCO CENTRAL DO BRASIL”, no animal e no número indicativo do valor (apenas nas notas de R$20, R$50 e R$100).

3. Número escondido

Foto: Banco Central do Brasil

Ao colocar a cédula na altura dos olhos, na posição horizontal, é possível ver o valor da nota aparecer nas áreas indicadas na imagem. Importante: o lugar precisa estar bem iluminado para que o número escondido apareça.

4. Faixa holográfica (apenas nas notas de R$50 e R$100)

Foto: Banco Central do Brasil

Ao movimentar essas notas, dá para ver nessa faixa os seguintes efeitos:

  • O número do valor da nota e a palavra REAIS se alternam;
  • A figura do animal fica colorida;
  • Na folha (nota de R$50) e no coral (nota de R$100) aparecem diversas cores em movimento

5. Número que muda de cor (apenas nas notas de R$10 e R$20)

Foto: Banco Central do Brasil

Ao movimentar essas notas, o número assinalado muda do azul para o verde. Uma faixa brilhante parece rolar pelo número.

Primeira Família do Real

Foto: Banco Central do Brasil

As cédulas da Primeira Família têm design e algumas características de segurança diferentes. Veja como verificar se uma nota deste grupo é verdadeira:

1. Marca-d’água

Foto: Banco Central do Brasil

Ao segurar a nota contra a luz, uma das seguintes figuras deverá aparecer:

  • Nas notas de R$5 e R$10, a Bandeira Nacional;
  • Nas notas de R$2, a tartaruga e o número 2;
  • Nas notas de R$20, o mico-leão-dourado e o número 20;
  • Nas notas de R$50 e R$100, a efígie da República.

2. Imagem latente

Foto: Banco Central do Brasil

Quando a nota está deitada, com o canto esquerdo inferior apontando para a pessoa, as letras BC aparecerão. Nas notas de R$2 e R$20, a nota deve ficar deitada de frente.

3. Alto-relevo

Foto: Banco Central do Brasil

Algumas áreas das notas têm o relevo sensível ao tato:

  • A palavra “BANCO”;
  • Os números que marcam o valor da nota (no centro e no canto superior direito);
  • O detalhe na testa da efígie;
  • No verso, um detalhe do animal, um pouco à esquerda e acima do centro da nota’
  • Também no verso, um detalhe entre o numeral e o valor da nota escrito por extenso.

4. Registro coincidente

Foto: Banco Central do Brasil

No lado direito da nota, embaixo do valor do canto superior, está escondido o desenho das Armas Nacionais – as partes impressas no verso casam certinho com as da frente. Para enxergar o símbolo, é preciso segurar a cédula em direção à luz.

Fonte: Nubank.

 

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.