Terça-feira, 15 de Junho de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
18°
10°
18°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo nublado
Ao Vivo:
Destaques

ALERTA: Cresce o número de estelionatos registrados em Não-Me-Toque

ALERTA: Cresce o número de estelionatos registrados em Não-Me-Toque
04.06.2021 10h54  /  Postado por: A Folha
Por Roger Amaral

Com o mundo cada vez mais digitalizado, a constante transformação do modo de viver e implementação tecnológica em todos os tipos de serviços, incluindo os das redes bancárias, as tentativas de golpes e fraudes tiveram um crescimento significativo nestes últimos meses.

Em Não-Me-Toque o número de estelionatos registrados são alarmantes. Confira na tabela:

Fonte: Polícia Civil NMT

Os dados informados pela Delegacia de Polícia Civil de Não-Me-Toque chamam a atenção pela alta recorrência mensal de casos registrados. Cerca de 40% dos estelionatos tem relação com golpes aplicados pelo aplicativo de mensagens WhatsApp.

Além da clonagem do aplicativo, alguns criminosos têm adotado outra forma de cometer a fraude: fingir que trocou de telefone, e com outro número entra em contato com um familiar da vítima, ou amigo, para pedir dinheiro.

As tentativas de golpe na pandemia consolidaram o Brasil como um dos países com mais ocorrência no mundo. Os crimes também consistem na tentativa de enganar as pessoas para que elas compartilhem dados confidenciais, como senhas e números de cartão de crédito. Os golpes costumam se dar por e-mails e mensagens em grupos com links maliciosos falsamente atribuídos a grandes organizações ou empresas.

A Lei brasileira vai se ajustando aos novos crimes. Uma nova lei de segurança cibernética foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro na última sexta-feira, 28 de maio de 2021. Aprovado na Câmara dos Deputados em abril, o Projeto de Lei 4554/2020, de autoria do senador Izalci Lucas (PSDB-DF), altera o Código Penal e aumenta a pena de crimes ligados a fraude por aplicativos de mensagens e invasão de aparelhos, prevendo prisão entre quatro e oito anos.

A nova Lei também passa a ter agravantes que podem imputar o criminoso a cumprir até oito anos de reclusão, além de pagamento de multa. Dentre os agravantes estão prejuízo econômico, obtenção de dados sensíveis e golpe contra pessoas vulneráveis.

O público que mais é enganado nesta modalidade de estelionato são os idosos.

EVITE CAIR NO GOLPE

Para evitar transtornos gerados pelos golpes, é necessário prestar bastante atenção. Sempre que alguém solicitar dinheiro pelo aplicativo, é prudente ligar para pessoa e confirmar se aquele pedido é, de fato, legítimo. Também é necessário evitar compartilhar senhas, códigos de segurança e principalmente dados pessoais e bancários.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.