Sexta-feira, 23 de Julho de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
23°
11°
20°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo limpo
Ao Vivo:
Destaques

Secretaria de Saúde de Não-Me-Toque acompanha com atenção o avanço da pandemia no município

Secretaria de Saúde de Não-Me-Toque acompanha com atenção o avanço da pandemia no município
18.06.2021 13h54  /  Postado por: A Folha
Por Roger Amaral

A situação da pandemia no município de Não-Me-Toque não é diferente das demais da região. O avanço da Covid-19 continua preocupando os gestores públicos que lidam diariamente com o fato de que os pacientes infectados são cada vez mais jovens.

Em entrevista para a Rádio & Jornal A Folha na manhã desta quinta-feira (17), a secretária de Saúde, Liliane Erpen, destacou a evolução da pandemia na cidade e reforçou a necessidade dos cuidados. Anunciou que, para combater o vírus, um conjunto de medidas estão sendo aplicadas. Nesta semana, a média de 10 casos diários subiu, com pacientes internados com casos graves. Alguns deles sendo transferidos para hospitais da região.

Nos últimos dias foram registradas duas mortes de idosos não vacinados. O número de óbitos chegou a 47.

— Não está sendo fácil, a taxa de contaminação está elevada, provavelmente, devido à nova variante que está circulando, mais agressiva e, consequentemente, mais transmissível —  afirmou

Além disso, está sendo observado constantemente o cenário e comportamento do vírus para que medidas sejam impostas futuramente em conjunto com as decisões da Associação dos Municípios do Planalto (AMPLA).

Vacinação

Sobre a vacinação, Não-Me-Toque recebeu da SES o quantitativo de 9.803 doses de imunizantes, sendo aplicados 7.074 em primeiras doses, e 2.612 em segundas doses. Das pessoas que receberam aplicações, 8.554 são residentes do município e outros 2.612 não residentes. No total, 9.686 doses já foram aplicadas, ou seja, 98,8% do recebimento até está quinta-feira (17/06).

Confira na tabela abaixo a faixa etária do público já vacinado:

FAIXA ETÁRIA 1ª DOSE 2ª DOSE TOTAL
18 a 19 34 9 43
20 a 24 168 57 225
25 a 29 248 61 309
30 a 34 389 97 486
35 a 39 500 94 594
40 a 44 498 100 598
45 a 49 450 62 512
50 a 54 668 68 736
55 a 59 1017 52 1069
60 a 64 939 381 1320
65 a 69 758 366 1124
70 a 74 577 519 1096
75 a 79 390 356 746
80 e mais 438 390 828

 

A sala de vacinas dispões de doses apenas para a aplicação daquele público que necessita tomar a segunda dose, mais um quantitativo pequeno para o público prioritário. Assim que chegarem mais doses, a faixa etária de 53 anos ou mais será chamada para receber a vacina.

Desde o início da pandemia já são cerca de 2.470 casos confirmados, sendo desses 2.345 recuperados. Casos ativos são 78 e as hospitalizações chegaram a 14.

Final de semana será de vacinação contra a gripe H1N1

Neste sábado (19), terá vacinação contra a Influenza H1N1 em Não-Me-Toque com atendimento das 7h ás 11h30min e das 13h ás 17h.

Estarão abertos para receber o público as Unidades básicas de Saúde dos bairros Santo Antônio, Industrial, Jardim e o Posto de Saúde Central (sala de vacinas). Os moradores devem levar consigo o cartão do SUS.

Poderão se imunizar:

  • Integrantes da segurança pública e de salvamento;
  • Pessoas com comorbidades, condições clínicas especiais ou com deficiência permanente;
  • Caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário; trabalhadores portuários;
  • Funcionários do sistema carcerário; população carcerária, e adolescentes em medidas socioeducativas.

Além de trabalhadores da Saúde, crianças maiores de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, idosos com 60 anos ou mais e professores.

É importante ressaltar, que a pessoa que tomou qualquer tipo de vacina contra a Covid-19 deve aguardar o intervalo mínimo de 14 dias para tomar a da gripe.

A proposta do atendimento aos sábados é facilitar o acesso às vacinas para as pessoas que trabalham ou estudam durante o horário comercial e têm dificuldades para ir até o serviço de saúde durante a semana. Com isso, espera-se ampliar a cobertura vacinal que está abaixo do esperado neste ano, devido a pandemia e o interesse apenas na imunização contra a Covid-19.

 

 

 

 

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.