Sexta-feira, 23 de Julho de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
23°
11°
23°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo limpo
Ao Vivo:
Agronegócios

Cotrijal: Trabalho com os pais trouxe lições valiosas para Mainara

Cotrijal: Trabalho com os pais trouxe lições valiosas para Mainara
“É importante ouvir, construir juntos e respeitar”, diz Mainara.
30.06.2021 15h43  /  Postado por: A Folha
Por Assessoria de Imprensa e Marketing da Cotrijal

Mainara Mühl, 26 anos, tem uma rotina agitada na propriedade leiteira da família, iniciada em 2006, em São José do Umbú, interior de Victor Graeff. Ela é engenheira de alimentos, apaixonada por leite e filha de associados da Cotrijal.

“Tive muitas experiências na vida, saí de casa com 17, morei nos Estados Unidos por um ano e meio. Com essa experiência de ganhar o mundo e ir para tão longe que percebi que gostava mesmo de estar aqui, onde eu nasci e me criei”, afirma Mainara.

Voltar a morar no interior não foi a parte mais difícil na readaptação ao país, pois ela é apaixonada pelo estilo de vida do campo, sempre envolvida com a ordenha. “Conciliar opiniões em relação ao trabalho na propriedade, mostrar que já era adulta, foi um grande desafio”, comenta.

E é exatamente esse choque de realidade que gerou inúmeros aprendizados para Mainara. Hoje, ela tem vários conselhos a transmitir aos jovens que também estão assumindo os negócios, sobretudo, em relação ao respeito com o legado dos pais.

“É muito importante que os jovens busquem experiências e conhecimento de várias áreas para poder ter o embasamento firme para tocar a propriedade depois. Meus pais falam muito ‘a gente fez até aqui e deu certo’. Então, é importante ouvir, construir juntos e respeitar tudo isso”, afirma.

Apoio fundamental

Ela também comenta que o apoio da Cotrijal, sobretudo, em relação à assistência técnica, foi fundamental para a abertura da propriedade. Hoje, Mainara toca a parte braçal da fazenda junto com seu irmão mais velho, Eduardo, e, cada vez mais, ambos assumem a administração da fazenda. Para o futuro, eles têm bem definido: querem progredir na atividade leiteira.

Hugo Bergmann analisa o campo junto com seu pai, Cleber Elesandro.

JOVENS DE HOJE SÃO O FUTURO DA COTRIJAL

A Cotrijal possui mais de 8 mil sócios com um número crescente de jovens se somando à Cooperativa. Hoje, são 57 associados até 20 anos e outros 653 que possuem de 21 a 30 anos. Em alguns anos, são eles que decidirão os rumos da Cotrijal.

Para o vice-presidente, Enio Schroeder, os números traduzem a característica da Cotrijal de sempre valorizar as pessoas ao longo de sua história, atuando com públicos de diferentes idades.

“O associado é a nossa razão de existir e a missão que perseguimos cotidianamente. Ao longo desses 63 anos, desenvolvemos muitas ações voltadas para os jovens, conforme a realidade de cada época. Hoje vemos a necessidade de possibilitar o acesso às tecnologias e informações que realmente agreguem valor às propriedades”, pontua o dirigente, antecipando que a Cooperativa estuda novos projetos voltados especificamente para esse público.

O crescimento do número de associados mais jovens é motivo de satisfação. “Temos visto uma juventude cheia de vontade de prosperar. É fundamental estar cada vez próximo de sua cooperativa, dando continuidade à família Cotrijal e a essa história de sucesso construída até aqui”, afirma Schroeder.

O presidente da Cotrijal, Nei César Manica, destaca que a percepção é de que os avanços em termos de tecnologia são fundamentais para estimular a permanência dos jovens no campo e ligados à Cooperativa. Por isso, a inovação é uma das áreas de especial atenção no Planejamento Estratégico iniciado neste ano.

Ferramentas como o Portal do Produtor, a criação da SmartCoop, em parceria com a FecoAgro, avanços na gestão digital, dentre outras iniciativas, a maioria colocadas em prática a partir de 2020, são apontadas pelo presidente como importantes para consolidar esse novo momento.

“Nossos olhos estão voltados para a Agricultura 5.0, por meio do oferecimento de soluções completas, tecnologia de ponta e informações que permitam entregas de valor agregado e maior resultado tanto para quem produz, quanto para quem consome. E os jovens, pela caminhada que ainda têm pela frente, são foco permanente”, defende o presidente.

Ele ressalta ainda que a cooperativa tem se preparado para o processo sucessório na gestão. “Uma das iniciativas é oxigenar nosso quadro de colaboradores, trazendo gente do mercado, especialmente jovens conectados a novas tendências e tecnologias, para atuarem junto com colaboradores mais experientes, comprometidos e conhecedores dos objetivos, princípios e valores da organização”, conclui Nei César Manica.

Leia a reportagem completa no jornal da Cotrijal, edição de junho:

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.