Sexta-feira, 23 de Julho de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
23°
11°
22°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo limpo
Ao Vivo:
Destaques

Não-Me-Toque terá atendimento Covid-19 Sentinela e Ala unificados

Não-Me-Toque terá atendimento Covid-19 Sentinela e Ala unificados
Presidente do Hospital e Prefeito mostraram investimentos e como vai funcionar a nova Ala Covid-19
09.07.2021 15h37  /  Postado por: A Folha
Por Roger Amaral

O município de Não-Me-Toque terá até o final deste mês o atendimento aos pacientes Covid-19 unificados em um só local. Isso porque a Unidade Sentinela que hoje está situada no bairro Martini e a Ala Covid do Hospital Beneficência Alto Jacuí serão unificadas para melhor atender os pacientes que necessitarem de ambos os atendimentos.

Foto: Roger Amaral

Na terça-feira (6), o presidente do Hospital Alto Jacuí, Paulo Cervi, junto com o prefeito Gilson Santos, e o vice-prefeito Gilson Trennepohl, apresentaram aos membros da Associação Amigos da Vida, Rotary Club e direção da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Não-Me-Toque, o espaço onde serão instalados os dois serviços de Saúde. No dia anterior os vereadores puderam conhecer o local que  é conhecido da comunidade, pois fica na parte antiga do prédio do Hospital, onde funcionavam as secretarias de Saúde e Desenvolvimento.

A mudança só está acontecendo graças a união de esforços da comunidade e entidades que destinaram valores, serviços e material para as adequações no espaço.

Com a vinda da Unidade Sentinela para o centro, a UBS do bairro Martini será devolvida para atendimento daquela comunidade e dos moradores do interior, atualmente concentrados na UBS Centro.

Com a mudança da Ala Covid-19, o número de leitos disponíveis será ampliado, além da qualificação do atendimento médico que terá sequência com profissionais já conhecidos pelos não-me-toquenses. A Administração vai criar o cargo de médico internista, que será responsável pelo acompanhamento dos pacientes internados. A estrutura física recebeu pintura nova, adequações para a instalação dos leitos clínicos e consultórios.

Ao todo, serão 30 leitos, divididos entre internação de pacientes positivados e internação de suspeitos. O espaço também contará com “sala vermelha”, destinada a pacientes que necessitam de cuidados e vigilância intensivos. Em geral, pessoas que aguardam a definição de um diagnóstico, ou transferência para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Conforme o presidente da Casa Hospitalar, o intuito principal do chamamento das entidades foi prestar contas do trabalho que foi feito e com isso manter a credibilidade e transparência perante a sociedade.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.