Terça-feira, 21 de Setembro de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
20°
11°
20°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo nublado
Ao Vivo:
Destaques

Não-Me-Toque confirma caso da variante Delta

Não-Me-Toque confirma caso da variante Delta
20.08.2021 15h07  /  Postado por: A Folha

A Secretaria Municipal da Saúde confirmou o caso investigado de variante Delta da Covid-19 em Não-Me-Toque. Um homem de 70 anos, vacinado com as duas doses da Coronavac, teve resultado positivo detectado pelo laboratório Lacen, de Porto Alegre, que é referência para os testes de Covid dos municípios. Agora essa amostra deve ser confirmada pela Fiocruz.

— O paciente, que tem histórico de viagens, está bem, assim como seus familiares. Sua amostra foi coletada em Passo Fundo, numa internação realizada naquela cidade – informou a secretária Liliane Erpen.

De acordo com Liliane, a Secretaria pediu estudo genômico das coletas realizadas nos idosos do Lar do Idoso de Não-Me-Toque, considerando o surto ocorrido. Resultado que está sendo aguardado.

— Estes surtos muito rápidos, podem ser característicos desta variante Delta, que é muito mais transmissível, inclusive para vacinados — explicou.

Busca dos faltosos

A única forma de proteger as pessoas é a vacinação. Na quinta e na sexta-feira (19 e 20/8), a Secretaria Municipal da Saúde se empenhou em buscar os faltosos da segunda dose, para assim garantir a eficácia da imunização.

Com essa estratégia, protelou para sábado a vacinação de pessoas com 26, 25 e 24 anos, o que também facilita para o público trabalhador. Como é esperado um grande público, foi escolhido um local amplo, como Ginásio Nenão. A vacinação vai ocorrer no horário das 8h às 12, ou enquanto durarem as doses.

Sintomas da Delta

O paciente com a variante Delta apresenta sintomas que parecem uma gripe e são semelhantes com outras variantes, como dor no corpo, coriza e tosse seca.

Mesmo teste

Os meios diagnósticos são os mesmos, tanto o RT-PCR, quanto a pesquisa de antígeno também. São os mesmos exames usados para identificar a Covid-19 há 18 meses.

A orientação é de que qualquer pessoa com sintoma respiratório ou com qualquer quadro gastrointestinal como náuseas e diarreia procure um laboratório ou unidade básica para realizar os testes.

Mais transmissível

A variante é mais transmissível. No SARS-CoV-2 original, a transmissão era de duas para três pessoas (a cada paciente) e a variante Delta transmite para cinco a oito pessoas. Inclusive em ambientes abertos, o que não acontecia com outras variantes.

As vacinas estão respondendo à Delta?

A variante Delta tem uma tolerância maior à vacinação. Então, a primeira dose de qualquer vacina confere quase nenhuma proteção contra a Delta. É preciso ter a vacinação completa para diminuir o risco de adoecimento pela variante.

Vale lembrar que o uso de máscara, distanciamento social e higienização são eficazes para bloquear o vírus que causa a Covid-19, e todas as suas variantes.

Um estudo feito pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, concluiu que as vacinas da Pfizer e da Astrazeneca são eficazes contra a variante Delta, mas o nível da proteção tende a cair com o tempo.

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.