Sexta-feira, 15 de Outubro de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Chuvas esparsas
19°
14°
19°C
Não-Me-Toque/RS
Chuvas esparsas
Ao Vivo:
Educação

Professores da UPF estão na lista dos melhores pesquisadores latino-americanos

Professores da UPF estão na lista dos melhores pesquisadores latino-americanos
Foto: Carla Vailatti
14.10.2021 09h25  /  Postado por: A Folha
Por ASCOM UPF

Mais uma vez a Universidade de Passo Fundo (UPF) é destaque em ranking internacional de cientistas. Professores da Instituição integram a Latin America Top 10.000 Scientists – AD Scientific Index 2021, que abrange os 10 mil cientistas mais influentes da América Latina. A UPF ocupa o 157º lugar, com seis professores. A lista abrange 453 instituições latino-americanas, na qual 7.656 cientistas brasileiros foram destacados dos mais de 45 mil cientistas avaliados na América do Sul.

Os professores da UPF Dr. Alvaro Della Bona (posição 533), Dr. Leonardo José Gil Barcellos (2.133), Dr. Luiz Carlos Kreutz (3.079), Dra. Luciane Maria Colla (5.589), Dr. Doglas Cecchin (8.004) e Dr. Vilson Klein (9.905) integram o ranking dos 10 mil cientistas. Vale destacar que neste Universo de 45 mil cientistas avaliados na América do Sul, a UPF tem 59 pesquisadores ao total, dos quais seis estão dentro dos 10 mil mais bem colocados. No ano passado, foi divulgada a lista dos 100 mil maiores cientistas do mundo, e os professores Della Bona e Barcellos também estavam lá.

O AD Scientific Index (Alper-Doger Scientific Index), ao contrário de outros sistemas que fornecem avaliações de periódicos e universidades, é um sistema de classificação e análise baseado no desempenho científico e no valor da produtividade científica de cada cientista. Além disso, é o primeiro e único estudo que mostra os coeficientes de produtividade total e dos últimos cinco anos de cientistas com base nas pontuações do índice h e índice i10 e citações no Google Scholar. Em outras palavras, o “Índice Científico AD” fornece a classificação acadêmica e os resultados da análise. “Quanto à metodologia, a grande questão é de que esse ranking não considera quantidade e sim qualidade medida pelos índices h e i10 e pelo número de citações, todos considerando a carreira toda e com recorte dos últimos cinco anos. Isso, além de indicar qualidade, também mostra quem está mais ativo e produtivo atualmente”, observa o professor Barcellos.

A presença de professores da UPF neste ranking é um reconhecimento ao trabalho feito na Instituição nos últimos anos para a difusão da ciência e internacionalização da produção científica. “Essa conquista revela todo o esforço da Universidade nos últimos anos na área da pesquisa, mostrando a evolução e a qualidade dos estudos realizados na Instituição, bem como a dedicação dos pesquisadores da UPF, contribuindo, dessa forma, para o desenvolvimento da sociedade e difusão da ciência”, ressalta o vice-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Assuntos Comunitários da UPF, professor Dr. Rogerio da Silva.

Confira o depoimento dos seis professores indicados no ranking:

Dr. Álvaro Della Bona – docente da Faculdade de Odontologia e do Programa de Pós-Graduação em Odontologia (PPGOdonto)
“A pesquisa é um caminho desafiador que envolve tempo, dedicação e responsabilidades. Ao longo dos anos, temos avançado em nossas áreas de investigação e, com isso, trazido para dentro das salas de aula, bem como levando para a comunidade, novos métodos, materiais e ferramentas. Tudo isso é parte do trabalho e ser indicado é uma forma de valorizar o esforço, nos motivando para sermos melhores”.

Dr. Leonardo José Gil Barcellos – docente da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária e dos Programas de Pós-Graduação em Bioexperimentação (PPGBioexp) e Ciências Ambientais (PPGCiamb)
“Estar num ranking como esse, que valoriza muito a qualidade da ciência produzida, é muito gratificante e nos assegura que estamos no caminho certo tanto individualmente quanto institucionalmente. Importante ressaltar que esse desempenho é reflexo de décadas de investimento e valorização da pesquisa na Universidade de Passo Fundo e mostra como o processo de qualificação da pesquisa se reflete em internacionalização e visibilidade da instituição”

Dr. Luiz Carlos Kreutz – docente da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária e do programa de pós-graduação em Bioexperimentação (PPGBioexp)
“Eu fiquei muito feliz em ver o meu nome na lista. Obter o reconhecimento dos pares é uma satisfação muito grande para qualquer pessoa, em qualquer profissão. Obviamente, para nós pesquisadores, cientistas, que dedicamos boa parte da nossa vida, do nosso tempo e da nossa energia pesquisando e divulgando aquilo que encontramos e, ainda, melhor do que isso é saber que nosso estudo e trabalho está tendo impacto em outra pessoa, é muito gratificante, é um reconhecimento pelo que fizemos. Nenhum cientista faz seu trabalho sozinho. Temos muitos parceiros, colegas que temos que agradecer pelas parcerias, pesquisas e trabalhos que contribuíram para que a gente chegasse neste patamar”.

Dra. Luciane Maria Colla – docente da Faculdade de Engenharia e Arquitetura e dos Programas de Pós-graduação em Engenharia Civil e Ambiental (PPGEng) e em Ciência e Tecnologia de Alimentos (PPGCTA)
“Fiquei muito contente de fazer parte do ranking, porque evidencia a qualidade dos trabalhos que temos feito hoje. Temos colocado nos últimos anos um esforço muito grande em levar nossos trabalhos para a comunidade internacional, publicando em revistas de mais alto fator de impacto, que é onde a ciência se faz. É muito importante ter visibilidade. Isso é um reflexo que o trabalho que temos feito está dando certo. É resultado de todo um trabalho, não só meu, mas de um grupo de pesquisa que formamos no Laboratório de Bioquímica e Bioprocessos da Universidade, envolvendo alunos de diferentes pós-graduação”.

Dr. Doglas Cecchin – docente da Faculdade de Odontologia e do Programa de Pós-Graduação em Odontologia (PPGOdonto)
“A presença de meu nome neste grupo de pesquisadores é motivo de alegria e orgulho para mim e, ao mesmo tempo, representa uma grande conquista institucional para a UPF. Isso reflete o trabalho executado por nosso grupo de pesquisa nos últimos anos, juntamente com nossos alunos de iniciação científica, mestrado e doutorado. Estar nesta lista serve também de estímulo para nós pesquisadores seguirmos com nosso trabalho sempre na busca de inovação”.

Dr. Vilson Antonio Klein – docente da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária
“É uma grata surpresa. É um reconhecimento sério e de pesquisa que se fez durante muitos anos dentro da Universidade, procurando sempre trabalhar com pesquisas aplicadas, que tivessem movimento na questão social, de conservação do ambiente e também da produção agrícola”.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.