Quarta-feira, 06 de Julho de 2022
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Chuvas esparsas
22°
14°
21°C
Não-Me-Toque/RS
Chuvas esparsas
Ao Vivo:
Agronegócios

Rússia exportará 700.000 à mais de fertilizantes

Rússia aumentará cotas de exportação ao Brasil, que serão elevadas em 231 mil toneladas para fertilizantes nitrogenados e em 466 mil toneladas para fertilizantes complexos
Rússia exportará 700.000 à mais de fertilizantes
04.04.2022 08h53  /  Postado por: A Folha

Por Compre Rural

A Rússia planeja aumentar suas cotas de exportação de nitrogênio e fertilizantes complexos, disse o Ministério da Economia em comunicado. As cotas serão elevadas em 231 mil toneladas para fertilizantes nitrogenados e em 466 mil toneladas para fertilizantes complexos, segundo o ministério. As cotas de exportação anteriores, fixadas em novembro do ano passado, eram de 5,9 milhões de toneladas para fertilizantes nitrogenados e de 5,35 milhões de toneladas para fertilizantes complexos contendo nitrogênio. O novo ministro da Agricultura, Marco Montes, já inicia a gestão reforçando a diplomacia dos fertilizantes com viagens previstas ao Marrocos, Egito e Jordânia a partir de maio. Nesta quarta-feira (30), Montes recebeu representantes do governo iraniano para uma negociação do aumento da cota de importação de ureia para o Brasil, de 1 milhão de toneladas podendo chegar a três milhões de toneladas.

Movimentação da Rússia Moscou havia decidido limitar as exportações dos produtos de 1º de dezembro a 31 de maio para ajudar a conter aumentos nos preços dos alimentos em meio aos preços mais altos do gás.

A medida desta quinta-feira ajudará a aumentar as exportações desses produtos e, ao mesmo tempo, garantir uma quantidade suficiente de nutrientes para os agricultores domésticos, disse o ministério. A Rússia é um grande produtor de fertilizantes contendo potássio, fosfato e nitrogênio – nutrientes essenciais para as culturas e o solo. O país produz mais de 50 milhões de toneladas por ano desses fertilizantes, 13% do total global, e exporta para Ásia e América Latina. A Bielorrússia vai permitir que as empresas exportem fertilizantes em resposta em resposta às informações divulgadas pela agência de notícias A agência não informou maiores detalhes. A estatal Belaruskali é uma das maiores produtoras mundiais de poder.

Novo ministro da Agricultura assume pasta e viaja em busca de fertilizantes O ministro ainda defendeu a importância dos fertilizantes como produto não passível de sanção junto a organismos internacionais como a FAO. Para Montes isso só é possível, pois o agro brasileiro alçou uma posição de liderança neste governo não apenas no Brasil, mas também internacionalmente.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Página Inicial e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Prosseguir