Quarta-feira, 06 de Julho de 2022
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Chuvas esparsas
22°
14°
21°C
Não-Me-Toque/RS
Chuvas esparsas
Ao Vivo:
Cultura e lazer

Fazer conexões para pensar e transformar o futuro

Fazer conexões para pensar e transformar o futuro
Fotos:Divulgação/ Leonardo Andreoli
03.06.2022 09h37  /  Postado por: A Folha

A velocidade com que o mundo evolui instiga todos os atores da sociedade, sejam pessoas ou empresas, a buscarem novas formas de produzir e criar. Esse movimento global está dentro da Universidade de Passo Fundo (UPF) e se materializa no Parque Científico e Tecnológico – UPF Parque. Com foco em ser um espaço aberto para que a comunidade local e regional possa estabelecer conexões que promovam a inovação e potencializem a tecnologia, a Arena Professor Dr. Cristiano Cervi foi inaugurada nesta quinta-feira, 2. Na presença de professores, estudantes, funcionários, lideranças locais e regionais, ela surge para ajudar a pensar e a transformar o mundo.

Com foco na interação para desenvolver ideias e soluções, a Arena será um ambiente de networking, de formação, eventos e interação para conectar o ecossistema, potencializando o empreendedorismo e inovação para o Estado. O espaço voltado para empreendedores, investidores, comunidade acadêmica e poder público, terá estações de trabalho individual que poderão ser utilizadas por qualquer ator do ecossistema de inovação, bem como empresários, instituições públicas e privadas, associações, professores, acadêmicos, funcionários e setores institucionais.

Teofanes Foresti, Gestora do Parque, ressalta que o novo espaço vem ao encontro do que a equipe vem chamando de um novo UPF Parque. Com o foco voltado para as transformações e para as conexões entre pessoas e ideias, o Parque quer ser referência em Passo Fundo, no Estado e no país.

—Esse espaço representa também um novo momento vivido pelo Parque. Um local que contou com a parceria de muitas pessoas e empresas e que agora abre as portas para a comunidade, para ser mais do que referência, mas um instrumento para fomentar a inovação e tecnologia na nossa região e onde pudermos ir—, disse.

Entusiasta desse novo modelo, a reitora Dra. Bernadete Maria Dalmolin, reforçou a importância do espaço como um lugar para a construção do conhecimento e de soluções. Uma inauguração que marca a semana de aniversário da Universidade e a consolidação de mudanças que vêm sendo trabalhadas nos últimos anos.

—Hoje é um dia especial por muitos motivos, entre eles porque estamos completando 54 anos nesta semana. Olhamos para o hoje e lembramos que, lá atrás, alguém pensou em construir uma instituição para desenvolver a região. Hoje, vemos na prática, em todos os lugares, que estamos produzindo conhecimento, formando pessoas e melhorando a vida de todos—, comentou.

A reitora ainda lembrou que a Universidade tem um compromisso social e que, por meio do Parque e da Arena, muitas ações serão concretizadas.

—Temos esse desafio de agregar valor à vida, ao planeta. Agregar valores culturais e econômicos de forma a ajudar e participar ativamente do desenvolvimento dos lugares em que estamos inseridos—, frisou.

Um passo a mais rumo ao futuro. Assim definiu o prefeito de Passo Fundo, Pedro Almeida. Para ele, a Universidade confunde a sua história com a da cidade e essa trajetória conjunta traz resultados positivos e desenvolvimento.

—Passo Fundo precisa se orgulhar muito da UPF. Não há uma área do conhecimento que não conte, efetivamente, com a participação da Universidade. Sempre atenta aos fatores que movimentam a sociedade, a Instituição está conectada à realidade e vemos que está pronta para construir mais décadas de formação e inovação—, reforçou o chefe do executivo.

Histórias repletas de conexões

Dizem que em cada canto do mundo tem alguém que passou pela UPF. Essas histórias, que mostram as relações estabelecidas nos cursos de graduação e pós-graduação da Instituição, sinalizam que, para além de formar pessoas, a Universidade forma conexões.

Entre as empresas parceiras da Arena, a Stara tem essa proximidade em todos os setores. Cristiano Buss, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento, é egresso e teve o professor Cristiano Cervi como um dos seus docentes ao longo do curso. Ele destacou que a empresa faz questão de trazer estagiários de diversas áreas para atuarem na empresa e ressaltou que a maioria deles acaba se tornando funcionário, justamente pela capacidade.

—Construir pessoas. Esse é o nosso maior objetivo aqui nesse ecossistema dentro da Universidade. O professor Cristiano foi meu professor e lembro que ele sempre foi um pesquisador envolvido com a comunidade e um incentivador da inovação. Nós acreditamos muito nesse sentimento e acreditamos nesse ambiente. Escolhemos vir para cá justamente por saber que a UPF caminha na mesma direção do nosso lema: em evolução constante—, pontuou.

A UPF e a inovação estão no DNA da empresa Cavalleti Cadeiras Profissionais. O vice-presidente, Mário Cavaletti, contou à todos que quase toda sua família fez sua formação acadêmica na Instituição. Ele lembrou que a empresa foi construída, no princípio, apenas como uma forma de subsistência, mas que, com o passar do tempo, foi colocando a inovação em sua rotina.

—Temos a UPF dentro da nossa empresa com diversos profissionais formandos, e dentro da nossa família, já que somos egressos. Sempre estivemos envolvidos em projetos de inovação e tecnologia e estarmos juntos com a UPF nesse projeto nos motiva a seguir produzindo produtos melhores, mais sustentáveis e voltados para a sociedade—, ressaltou o empresário.

Cristiano Cervi: a UPF de hoje feita com a ajuda dos sonhos de ontem

Falecido em 2020, o professor Dr. Cristiano Roberto Cervi esteve diretamente envolvido nas ações que apontaram os caminhos vividos pela UPF na atualidade.

Para a reitora, dar à Arena o nome do professor, foi uma das formas de valorizar o trabalho realizado, o envolvimento dele com a vida acadêmica e o legado deixado.

—Essa homenagem não poderia ser em outro lugar e em outro momento. Cristiano foi uma pessoa moderna, bem-humorado, que sempre tinha uma palavra de colaboração. Uma pessoa que fez muito pela Universidade e que sempre estará conosco. Os seus sonhos e desejos nos acompanham e temos o compromisso de fazer acontecer. A inquietação dele fez nascer muitos projetos e segue guiando nossos passos—, declarou Bernadete, ao dirigir-se aos familiares presentes.

Emocionada, a esposa do professor, também docente da UPF, Micheline Trentin, considerou a homenagem justa ao legado deixado pelo marido.

—Só tenho a agradecer. Esse momento deixa claro todo o carinho e a história que ele deixou marcada em todos. Sempre penso no poema que diz que o que está guardado no coração não precisa de agenda, porque está eternizado e o Cristiano é assim. Está marcado para sempre em nossos corações e memória—, ponderou, ao lado da filha, Natália Trentin Cervi, e dos seus pais.

Por Assessoria de Imprensa Universidade de Passo Fundo
Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Página Inicial e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Prosseguir