Quarta-feira, 10 de Agosto de 2022
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Clique para Ouvir
Tempo nublado
11°
11°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo nublado
Ao Vivo:
Agronegócios

Governo autoriza pagamento de equalização de juros do Plano Safra

Governo autoriza pagamento de equalização de juros do Plano Safra
a portaria autoriza início imediato pelas financiadoras Foto: Arquivo
22.07.2022 09h19  /  Postado por: A Folha

Foi publicado na terça-feira (19) a portaria que autoriza o pagamento da equalização de taxa de juros dos financiamentos rurais no Planlo Safra 2022/2023. O total de recursos equalizáveis disponibilizados para a atual safra soma R$ 115,8 bilhões.

Com a portaria, as instituições financeiras podem iniciar de imediato o atendimento a essa demanda dos produtores rurais.

— Direcionands principalmente para investimentos, no âmbito dos programas de investimento, como por exemplo o Programa para a Adaptação à Mudança do Clima e Baixa Emissão de Carbono na Agropecuária (Programa ABC+), o Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA) e o Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (Inovagro), além do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), dentre outros— informou a pasta.

Confira as instituições comtempladas

Banco do Brasil;
Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. – Banrisul;
Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais – BDMG;
Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES;
Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE;
Caixa Econômica Federal – Caixa;
Credialiança Cooperativa de Crédito Rural – Credialiança;
Credicoamo Crédito Rural Cooperativo – Credicoamo;
Confederação Nacional das Cooperativas Centrais de Crédito e Economia – Cresol Confederação;
Banco Cooperativo Sicoob S.A. – Sicoob; e
Banco Cooperativo Sicredi S.A. – Sicredi.

O Plano Safra 2022/2023 terá R$ 340,88 bilhões para apoiar a produção agropecuária nacional até junho do próximo ano. Desse total, R$ 246,28 bilhões serão destinados ao custeio e comercialização. Outros R$ 94,6 bilhões serão para investimentos.

Os recursos com juros controlados somam R$ 195,7 bilhões e com juros livres R$ 145,18 bilhões. O montante de recursos equalizados cresceu 31%, chegando a R$ 115,8 bilhões na atual safra.

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Página Inicial e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Prosseguir