Passo Fundo/RS: Tempo limpo
Carazinho/RS: Tempo nublado
Passo Fundo/RS: Tempo limpo
Carazinho/RS: Tempo nublado

Notícias

3 de setembro de 2023

Gravação da princesa Diana revela que Charles ficou desapontado por ter um filho, e não uma filha

Foi divulgado um novo áudio da princesa Diana falando sobre como o príncipe Charles — agora rei Charles III — ficou desapontado por terem um menino, e não uma menina, quando o príncipe Harry nasceu.

A princesa gravou uma série de fitas de áudio na década de 1990 e as entregou secretamente ao autor Andrew Morton antes de sua morte em um acidente de carro em alta velocidade, em 1997. A quinta-feira (31) marcou 26 anos da morte de Diana.
Parte dos áudios, que totalizam sete horas, está sendo ouvida pela primeira vez antes, antecedendo um documentário que será lançado no próximo ano chamado “Diana: The Rest of Her Story” (Diana: o resto de sua história, em tradução livre).
O programa Good Morning America, da ABC, ouviu com exclusividade as fitas em que Diana diz que seu marido nem falava com sua madrasta Raine Spencer.
“Porque no batizado de Harry, Charles foi até a mamãe e disse: ‘Você sabe, ficamos tão decepcionados, pensamos que seria uma menina’”, disse ela.
“E a mamãe ‘quebrou a cabeça dele’ e disse: ‘Você deveria perceber o quão sortudo você é por ter uma ‘criança normal’’”, comentou.
Diana afirmou ainda que desde aquele dia “ele se fecha, e é isso que ele faz quando alguém responde a ele”.

Relação conturbada com a madrasta

Nas gravações recém-lançadas, a princesa também fala sobre o relacionamento conturbado que teve com a madrasta.
“E eu disse: ‘Eu te odeio tanto. Se você soubesse o quanto todos nós o odiamos pelo que você fez. Você arruinou a casa. Você gastou o dinheiro do papai.’ Eu disse tudo o que pude”, destacou.
Diana também diz que se lembra de Raine Spencer reagindo, dizendo que “não tinha ideia de quanta dor sua mãe fez seu pai passar”.
A princesa respondeu: “Dor, Raine? Essa é uma palavra com a qual você nem sabe como se relacionar. No meu trabalho e na minha função, vejo pessoas sofrerem como você nunca viu. E você chama isso de dor? Eu disse, você tem muito que aprender”.
“Lembro-me de realmente ir até a goela dela”, adicionou.
O biógrafo da princesa, Andrew Morton, disse ao Good Morning America, da ABC, na sexta-feira (1°), que há uma verdadeira “pungência” em ouvir sua voz e suas opiniões em primeira mão sobre a monarquia.
— Ela nunca pensou por um segundo que Camilla se tornaria rainha, então temos uma perspectiva muito diferente sobre o desenrolar da história —, destacou Morton.
Quando questionado se lançaria mais áudios, Morton ressaltou:
— Há interesse global, mas teremos que ver o que acontece.

Fonte: CNN Brasil

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir