Passo Fundo/RS: Tempo limpo
Carazinho/RS: Tempo limpo
Passo Fundo/RS: Tempo limpo
Carazinho/RS: Tempo limpo

Notícias

Autoras do livro que conta a história da imigração holandesa em Não-Me-Toque, Cornélia van Riel e Helaine Gnoatto Zart apresentaram a placa com a nominata dos imigrantes, ao lado do prefeito Gilson dos Santos, do cônsul-adjunto Vasco Rodrigues, da presidente da Associação Holandesa Teodora Souilljee Lutkemeyer, e da presidente da Câmara de Vereadores Vanise Fritzen da Silva. Foto: Divulgação

5 de julho de 2024

Homenagem aos pioneiros marca comemoração dos 75 anos da imigração holandesa em Não-Me-Toque

Por Helaine Gnoatto Zart

Foi no ano de 1947 que chegaram em Não-me-Toque os primeiros imigrantes holandeses. Rauwers e Melis abriram caminho para mais de 65 famílias. Mesmo que metade delas tenha retornado, as que ficaram construíram aqui suas vidas contribuindo para o desenvolvimento do município que os acolheu.

O momento festivo realizado no domingo, 3 de junho, nas dependências da Associação Cotrijal, foi de casa cheia para celebrar a trajetória vitoriosa destes homens e mulheres de fibra que fizeram história em Não-Me-Toque. O pároco padre Laerte Reis celebrou com a comunidade holandesa e convidados abençoando as vidas, a trajetória e seus frutos.

O evento contou com a presença do prefeito Gilson dos Santos; do cônsul-adjunto do Consulado dos Países Baixos em São Paulo, Vasco Rodrigues; da presidente da Câmara de Vereadores, Vanise Fritzen da Silva; do presidente da Sociedade Cultural Holandesa de Ijui, Elias Fernando Beier; dos imigrantes pioneiros que residem em Não-Me-Toque, Carazinho e Panambi, além de comitiva da Sociedade Cultural Holandesa de Ijuí e da imprensa.

Na ocasião, foi apresentada a placa comemorativa aos 75 Anos de Imigração, com a relação de todas as famílias de imigrantes holandeses que vieram para Não-Me-Toque, a partir de 1949, informação fundamentada no livro que conta a história da imigração, “A Caminho da Esperança”, de autoria de Cornélia van Riel e Helaine Gnoatto Zart.

A presidente da Associação, Teodora Souilljee Lütkemeyer anunciou que a placa será afixada na parte externa da Casa Holandesa, na Praça Central da cidade.

Também fez parte do cerimonial a apresentação de um vídeo sintetizando o contexto e a história da imigração dos holandeses ao Brasil e em Não-Me-Toque, com imagens de vídeo originais da época e fotografias, material cedido por famílias, publicado no Youtube e no site www.holandesesnmt.com.br.

No ano de 2019, por ocasião dos 70 anos da Imigração, a Associação Holandesa lançou o projeto que gravou depoimentos de todos os pioneiros com o objetivo de fortalecer a identidade cultural e contribuir com a conservação e uso da herança cultural. Foram gravados 25 vídeos com depoimentos que também estão publicados no Youtube e no site da associação.

Na presença dos familiares, crianças, jovens e adultos, todos os pioneiros foram homenageados com um troféu dos 75 anos da imigração.

A coragem, a fé e o empreendedorismo dos imigrantes foram destacados pelo prefeito Gilson dos Santos:

—Não-Me-Toque só tem a agradecer a cada um de vocês. Somos uma cidade iluminada por termos recebido os imigrantes holandeses que contribuiu e vai continuar contribuindo para o crescimento cultura, espiritual, social e econômico.

Teodora Souilljee Lütkemeyer ressaltou a fé e o trabalho como sendo a grande mola propulsora do legado dos pioneiros:

— A data de hoje é extremamente importante e significativa para a Associação Holandesa de Não-Me-Toque e não poderíamos deixar de materializar isto através do reconhecimento pessoalizado para cada pioneiro. Sem a bravura e a coragem de vocês, não teríamos o sucesso e o desenvolvimento da nossa comunidade e as novas gerações têm a missão de levar adiante esse legado.

Teodora ainda avaliou entusiasmada, que a Associação Holandesa tem um futuro promissor.

—Estamos neste ato de comemoração com a casa repleta e as novas gerações assumindo e mostrando que cresce o envolvimento neste objetivo que é preservar nossa história. Já temos uma delegação inscrita de mais de 100 participantes para os Zeskamp—, anunciou.

Os jogos intercoloniais de integração, Zeskamp, vão ocorrer nos dias 17 a 21 de julho, em Holambra (SP).

O cerimonial foi encerrado com o animado canto de Parabéns, em holandês, puxado pelos destacados cantores líricos, Luiz Carlos e Thiago Wiethauper.

Após o almoço teve um momento cultural com a apresentação do Grupo de Danças Holandesa De Tulp, jogos de Rummikub e esportes nas quadras externas.

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir