Passo Fundo/RS: Chuvas esparsas
Carazinho/RS: Tempo nublado
Passo Fundo/RS: Chuvas esparsas
Carazinho/RS: Tempo nublado

Notícias

17 de maio de 2006

Crise no agronegócio atinge prefeituras

O representante da Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), Milton Mattana, afirmou em Carazinho, no dia 12, durante segunda audiência pública da Comissão de Representação Externa para tratar do endividamento agrícola e sua repercussão nos demais setores da economia, que nas regiões do Alto Uruguai e Planalto Médio, que abrangem cerca de 50 municípios, a queda na produção chegou ao patamar de 60%. A queda representa uma perda de aproximadamente 20% no retorno de ICMS no ano que vem. Em 2008, se não for adotada uma política, principalmente de melhores preços dos produtos, este percentual poderá chegar a 50%.
“Se toda essa pressão dos produtores e da sociedade não repercutir no Distrito Federal, os municípios vão parar de pagar impostos. Se os nossos argumentos não estão conseguindo a pressão necessária para evitar o desfacelamento dos municípios agrícolas, duvido que desta maneira o governo não vá adotar medidas urgentes”. A declaração foi do presidente da Cotrijal, Nei Mânica.
O coordenador da Comissão, deputado Frederico Antunes (PP), adiantou que o relatório final da Comissão, que será apresentado em plenário no dia 24 de maio, irá sugerir que o governo federal defina o que quer produzir e que crie mecanismos para proteger os agricultores; um seguro de renda; a permissão para venda de produtos genéricos de insumos agrícolas, como acontece na Argentina; e novas linhas de créditos. Além disso, vai propor um dólar eficiência para exportações, como forma de afastar seus efeitos negativos dos demais segmentos da economia do RS.

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir