Passo Fundo/RS: Parcialmente nublado
Carazinho/RS: Tempo nublado
Passo Fundo/RS: Parcialmente nublado
Carazinho/RS: Tempo nublado

Notícias

1 de junho de 2006

Miséria afetiva causa dependência de drogas

Ao abordar a prevenção ao consumo de drogas - entre elas o álcool, o fumo, remédios psicotrópicos - durante o 2º Seminário de Prevenção \"Não Jogue com a Vida\", a Dra. Vera Miranda chamou a atenção para a principal causa: a miséria afetiva.
Pais que não expõem seus sentimentos, demonstrando afeto, oferecendo limites, manifestando interesse pelos sentimentos dos filhos e pelo que eles têm para contar da escola e dos amigos, são fortes candidatos a pais de dependentes de drogas. Aqueles que fumam, bebem e usam medicamentos indiscriminadamente ´perdem a autoridade para cobrar comportamento saudável dos filhos.
Mexendo com os conceitos do público que se fez presente na abertura do evento, na noite de domingo (29/5), a psicoterapeuta especialista em drogadição e dependência química garantiu que é muito complexo tratar do problema, porque a solução está além de descobrir sintomas e diagnosticar: \"Cada vez há uma nova droga no mercado. Para combatê-la, é preciso fazer bem dentro de casa; ter atitude preventiva através do amor, de um amor bem gordo, para não haver espaço para as drogas\". Com 26 anos de experiência no tratamento de dependentes químicos, Vera Miranda garantiu que, para dizer não às drogas, o jovem deve estar seguro de que não precisa, porque está cheio de amor. Leia cobertura completa na edição do Jornal A Folha de 2/6/2006.

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir