Passo Fundo/RS: Tempo limpo
Carazinho/RS: Parcialmente nublado
Passo Fundo/RS: Tempo limpo
Carazinho/RS: Parcialmente nublado

Notícias

4 de maio de 2008

Mediadores já atuam nos casos de conflitos familiares

Os dezessete profissionais das áreas interdisciplinares como do direito, psicologia, serviço social, administração e pedagogia, que freqüentam o curso de Capacitação de Mediação de conflitos Familiares, iniciado no mês de novembro do ano passado, já estão atuando no Fórum de Não-Me-Toque. O trabalho consiste em contribuir para que as partes envolvidas no conflito, juntas, construam o entendimento. “Não é um trabalho de aconselhamento nem uma consulta, é mediação”, explica a psicóloga Bernadete Piva, supervisora do Serviço de Mediação Familiar da Comarca de Não-Me-Toque.
Especialista em Psicoterapia Familiar de Casal, Bernadete Piva teve contato com a mediação durante seu curso de Pós-Graduação. A sugestão de oferecer o serviço na Comarca, em 2007, encontrou respaldo da juíza Cristiane Hoppe, que conhecia o trabalho e foi inovadora na implantação de serviços voluntários.
Inicialmente realizado apenas pela Dra. Bernadete Piva, o Serviço de Mediação Familiar ganhou força com a realização do curso de formação de mediadores. Ministrado pela advogada familista Rosane Trapaga, com o patrocínio do Governo Municipal e da Câmara de Vereadores, o curso é gratuito e tem participação voluntária. Já foram ministradas noventa por cento das horas de aulas teóricas, sempre aos finais de semanas e, desde 1º de abril, estão atuando sob supervisão no Fórum de Não-Me-Toque contabilizando as horas práticas necessárias para a conclusão do curso.
O serviço é oferecido pelo juiz e as partes são livres para optar. Quando aceitam, são agendadas as sessões, que ocorrem entre quatro e seis vezes.

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir