Sábado, 21 de Maio de 2022
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
15°
8°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo limpo
Ao Vivo:
Agronegócios

Clima favorece culturas de verão no RS

03.01.2013 20h52  /  Postado por: upside

Conforme informações divulgadas pela Emater/RS-Ascar nesta quinta-feira (27/12), o plantio da safra de soja está tecnicamente finalizado no Rio Grande do Sul, com 97% das lavouras na fase de desenvolvimento vegetativo, apresentando bom stand. Na Fronteira Noroeste e nas Missões, está se configurando uma “safrinha” da soja. Nessas regiões, aproximadamente 3% da área total a ser semeada com a leguminosa têm seu início em janeiro de 2013 – após o período recomendado pelo zoneamento agroclimático -, pois o microclima tropical dos municípios costeiros ao Rio Uruguai favorecem a semeadura nesta época, sobre o milho plantado em final de julho.
As temperaturas elevadas e a umidade excessiva têm propiciado condições para o surgimento de pragas nas lavouras de soja, como lagartas, percevejos e raspadores, mantidas sob controle pelos produtores. No momento, chama a atenção dos sojicultores a elevação no preço do glifosato.
Assim como a soja, as lavouras de milho – que se encontram em sua grande maioria em fase de floração e enchimento de grãos – também apresentam aspecto fitossanitário e potencial produtivo satisfatórios. A produtividade média, em algumas regiões, registrou pequena elevação em relação à semana anterior. Nas áreas destinadas à ensilagem, terá início o plantio de uma 2ª safra de milho e, em outras, de soja safrinha. As cotações são favoráveis para os produtores. Por outro lado, entre os produtores de leite e suínos, continua grande a procura por milho balcão – ofertado pelo Governo – para ser utilizado como ração.
A semeadura do arroz também foi concluída no Estado, com a cultura apresentando-se, majoritariamente, na fase de germinação e desenvolvimento vegetativo. As lavouras estão em pleno período de irrigação, e os produtores realizam o controle de inços e a aplicação de fertilizante nitrogenado de cobertura. Em relação aos preços da saca de 50 kg de arroz, foi registrada queda de 1,17% em relação à semana anterior, ficando em R$ 36,32.
Em relação às criações, o rebanho de corte apresenta bom estado nutricional, com os produtores dedicando-se ao controle de parasitas, cuja multiplicação tem sido favorecida pelas atuais condições climáticas. Na Zona Sul do Estado, no município de Canguçu, o período é de início de monta e assinalação dos bezerros. Em Piratini, registra-se diminuição do rebanho, devido ao aumento da área de soja no município.
O rebanho leiteiro também está em boas condições sanitárias e nutricionais, beneficiado pelo excelente desenvolvimento das pastagens, tanto nativas como cultivadas. A maior incidência de carrapatos, verminoses e moscas do chifre tem deixado os produtores em alerta. Em alguns casos, o calor intenso tem causado desconforto nos animais, afetando a performance dos mesmos.
Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Página Inicial e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Prosseguir