Terça-feira, 21 de Setembro de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Chuva
20°
11°
18°C
Não-Me-Toque/RS
Chuva
Ao Vivo:
Destaques

Três taperenses entre os mais de 240 mortos no incêndio em Santa Maria

Três taperenses entre os mais de 240 mortos no incêndio em Santa Maria
27.01.2013 22h45  /  Postado por: upside

Socorro mobilizou Bombeiros, Samu e voluntários desesperados

Jovens que estavamna festa arrombaram a parede para tentar socorrer os que estavam presos nos banheiros

Cenário de horror no local da tragédia

Um incêndio na boate Kiss em Santa Maria (RS), deixou 233 mortos, a maioria por asfixia, e 117 feridos, na segunda maior tragédia deste tipo na história do Brasil. As mortes continuaram ocorrendo entre os que foram internados.

Entre os mortos estão três jovens da cidade de Tapera, Luiza Batistella Püttow (23), filha de Márcia e Betinho Püttow, e sua prima Paula Batistella Gatto (19), filha de José Paulo e Simone Gatto, e Alex Giacomolli (19), filho de Gleci e Paulinho Giacomolli. Luiza era estudante do último ano de odontologia, Paula e Alex cursavam agronomia na UFSM.
O clima em Tapera é de comoção total. Os corpos estavam sendo aguardados em Tapera por volta das 21h deste domingo, para serem  velados no Tenarião, no centro da cidade. O sepultamento dos três jovens ainda não foi definido, mas deve ocorrer na manhã desta segunda-feira. P prefeito Ireneu Orth decretou luto oficial por três dias (27, 28 e 29 de janeiro).

O fogo, segundo autoridades, teria sido causado depois que um artefato de pirotecnia foi acionado durante o show de uma banda.

Quando o incêndio começou na madrugada de domingo (27), a casa noturna estava lotada, de acordo com o Corpo de Bombeiros, principalmente por universitários que acompanhavam o show da banda Gurizada Fandangueira.

De acordo com informações dos Bombeiros e da Polícia Civil gaúcha, o incêndio na boate Kiss, uma das mais famosas da cidade de aproximadamente 260 mil habitantes, teria começado por volta das 2h30 deste domingo, quando foi acionado um sinalizador por um dos integrantes da banda.

Uma das faíscas que saiu do artefato teria entrado em contato com teto, coberto por revestimento acústico, dando início à tragédia, segundo a delegada Luíza Sousa, da 2ª Delegacia da Polícia de Santa Maria.

A maioria das vítimas morreu asfixiada com a fumaça tóxica resultante da queima do revestimento acústico, disse o comandante do Corpo de Bombeiros do Estado, coronel Guido Pedroso de Melo. Um dos integrantes da banda também morreu.

A dimensão do desastre, o segundo maior incêndio no país depois do fogo que deixou 503 mortos em um circo em Niterói (RJ), em 1961, fez a presidente Dilma Rousseff cancelar seus compromissos na reunião de cúpula entre a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e a União Europeia, no Chile, e antecipar sua volta ao Brasil.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.