Passo Fundo/RS: Tempo limpo
Carazinho/RS: Chuvas esparsas
Passo Fundo/RS: Tempo limpo
Carazinho/RS: Chuvas esparsas

Notícias

9 de maio de 2013

Produção de soja poderá ficar acima da esperada no Rio Grande do Sul

Rendimentos obtidos nesta fase final de colheita têm ficado acima da média, em alguns casos ultrapassando os 3 mil quilos por hectare

A colheita da soja deve chegar ao fim nesta semana no Estado. Conforme o Informativo Conjuntural da Emater/RS-Ascar divulgado no dia 2 de maio, os rendimentos obtidos nesta fase final de colheita têm ficado acima da média, ultrapassando, em alguns casos, os 3 mil quilos por hectare.

O bom desempenho das lavouras poderá colocar a produção da atual safra acima da inicialmente estimada. Conforme o assistente técnico estadual em Soja da Emater/RS-Ascar, Alencar Paulo Rugeri, a projeção de uma safra superior a inicialmente projetada deve-se aos excelentes rendimentos das variedades de ciclo médio e longo.

Em relação à comercialização da soja, as cotações da saca de 60 kg oscilam dentro de patamares considerados normais para a cultura. Nesta semana os preços da soja no RS oscilaram entre R$ 60,00 e R$ 57,50 registrando uma alta em relação a semana passada.

Milho

Com a colheita da soja praticamente concluída, a atenção dos agricultores volta-se para a retirada do milho das lavouras, etapa que deverá intensificar-se a partir de agora. No momento, pouco mais de 80% do total cultivado no Estado com milho já foi colhido. De maneira geral, a atual safra de milho está bastante adiantada se comparada com anos anteriores, fato que vem sendo observado ano após ano, com os produtores optando, cada vez mais, por variedades precoces.

Outro fato a destacar é que nesta safra muitos agricultores - que costumavam repetir a área novamente com milho - este ano optaram por cultivar a soja devido aos bons valores da leguminosa. Como consequência, a quantidade de lavouras de milho plantadas no tarde (dezembro/janeiro) é bem menor. O número reduzido de lavouras em enchimento de grãos para esta época do ano (2%), se comparada à média histórica (11%), comprova essa tendência.

Em relação às lavouras de milho já maduras, o bom clima observado recentemente, com chuvas regulares e temperaturas amenas, teve reflexos no potencial produtivo das áreas cultivadas, mantendo os rendimentos acima das expectativas iniciais.

Com o mercado abastecido e sem maiores preocupações quanto à falta de milho, os preços apresentam tendência de baixa. A cotação da saca de 60 kg registrou queda ficando em R$ 24,05, quando negociada diretamente pelo produtor.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir