Passo Fundo/RS: Parcialmente nublado
Carazinho/RS: Tempo nublado
Passo Fundo/RS: Parcialmente nublado
Carazinho/RS: Tempo nublado

Notícias

21 de março de 2014

Duelo para entrar na história

A disputa entre os técnicos do Harmonia e do Sabiá Branco  vale o campeonato
Airto Schwalbert e Almir José Görgen (Miri) fazem o duelo dos técnicos finalistas do municipal de futebol de campo que começa neste sábado, dia 22. Comandando os times de melhor campanha da primeira fase ,Airton e Miri, tiveram um intervalo de quatro semanas entre os confrontos da semifinal para a primeira partida da final.
Frente seus comandados, os técnicos serão os pivôs centrais da decisão. Na base da conversa com seus jogadores, decidirão a melhor estratégia para buscar o título. O melhor time em campo, as decisões mais acertadas, a sorte ao seu lado, é tudo que eles sonham.

Repetir a dose

O Harmonia, que manteve mais da metade do grupo campeão na última edição, reforçou o plantel com jogadores de qualidade, obtendo a melhor campanha da fase de classificação. Com esta base, Airto Schwalbert, 48 anos, à frente do Harmonia, ficou 18 partidas seguidas sem perder. Somou 38 pontos na competição.
Airto quer repetir o que trouxe de volta para São João do Gramado: o sabor de conquistar um título. Campeão como jogador do Sabiá Branco, Airto quer evitar a prorrogação, mesmo com a vantagem do empate. Conhecendo bem a força da tradição do adversário e a frieza em jogos decisivos no estádio Waldomiro Graeff.
- É um time de tradição e de respeito. Eu mesmo fui campeão pelo Sabiá e conheço bem esse que é um dos grandes clubes em NMT- lembra.
Este é o seu segundo campeonato como técnico e sua segunda final seguida. Como jogador conquistou oito títulos em NMT, sendo dois pelo Sabiá. Além de ter sido campeão em Carazinho, Colorado, Victor Graeff e Lajeado.

Aposta na tradição

Miri, 53 anos, quando entra em campo com o Sabiá Branco no estádio Waldomiro Graeff, parece conhecer o caminho para os títulos. No comando técnico do Sabiá Miri já conquistou dois títulos e, como jogador, foram seis dos 17 títulos que o clube já conquistou. Isso, sem somar as outras conquistas como auxiliar e diretor. Na decisão Miri, tem na identificação com o clube e pela comunidade de Posse São Miguel, pontos positivos.
- O meu sentimento com o clube é como se fosse parte da minha família, próximo de mim e de casa – resume. Esse pode ser o grande segredo do Sabiá, grande parte joga no time desde garoto.
Na final, a beira do gramado, quer evitar a prorrogação. Reconhece que o Harmonia será um forte adversário. Para o Sabiá Branco chegar ao décimo oitavo triunfo, Miri vai utilizar sua experiência como jogador e como técnico, para mobilizar e dar confiança ao grupo de jogadores. Ele acredita na tradição do Sabiá para ganhar mais esse campeonato.
- O Sabiá tem camisa, garra e determinação nos jogos do campo do Colorado, por isso vamos com força para beliscar mais este título – comenta.
Você que está lendo é capaz até de ouvir a voz do Miri fazendo essa declaração, tão conhecido é no esporte não-me-toquense.

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir