Passo Fundo/RS: Chuvas esparsas
Carazinho/RS: Tempo nublado
Passo Fundo/RS: Chuvas esparsas
Carazinho/RS: Tempo nublado

Notícias

12 de dezembro de 2014

Plano Municipal aponta falhas e avanços na educação de Não-Me-Toque

Depois de uma serie de encontros e reuniões que iniciaram em novembro do ano passado, a Secretaria da Educação através das comissões de estudo concluiu o Plano Municipal de Educação. Para elaborar o Plano os temas foram debatidos em subcomissões, por eixos específicos abordando Educação Infantil, inclusão, diversidade da valorização do magistério e educação básica.

Os professores debateram metas e estabeleceram estratégias e as escolas encaminharam diagnostico especifico sobre evasão, distorção idade e série, aprovação, reprovação para fazer um comparativo com as instituições de ensino do Estado e nacional.
- O Plano tem validade até 2024 e contemplas todas as ações que os municípios pontuam com relação à educação. Toda cobrança do Ministério Público, programas governamentais vai ter como base o Plano Nacional – disse a coordenadora pedagógica da Secretaria da Educação Clenice Berghahn.

Planejamento estabelece metas para índices de aprovação, vagas e outros pontos
Planejamento estabelece metas para índices de aprovação, vagas e outros pontos

Índice de reprovação e distorção escolar preocupa
O último encontro para elaboração do Plano foi realizado no dia 26 de novembro. O mestre em Política e Gestão Educacional e consultor na área de educação, Darci Bueno, apresentou os dados da educação no município. Para o consultor, a construção do Plano Municipal de Educação é um ato histórico, por ser decenal e de responsabilidade.
- Estamos elaborando metas e estratégias para atualidade, mas também paras as gerações futuras. Mas antes de definirmos metas, precisamos primeiro conhecer a realidade em que se encontra a educação municipal - aponta
Uma das preocupações está no alto índice de reprovação e distorção de idade e ano escolar. Nos anos iniciais aparece a reprovação dos alunos no 3º ano e nos finais do Ensino Fundamental, passa dos 30%. No Ensino Médio a reprovação e evasão ocorrem principalmente no 1º ano.
- O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) mostra que apesar de termos avançado nos últimos anos, ainda não chegamos ao patamar desejado e projetado – analisa Darci Bueno.
Darci aponta como positivo, o aumento no número de vagas na Educação Infantil, principalmente em creche. A meta é atender 50% da população de zero a três anos até 2014 sendo que Não-Me-Toque está com 56,3%. Outro saldo positivo é a valorização salarial. O município está pagando o piso do magistério e os professores já estão sendo contemplados com um terço da jornada de trabalho para hora atividades.

Mapa Astral
Nenhum item encontrado.

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir