Passo Fundo/RS: Tempo limpo
Carazinho/RS: Chuvas esparsas
Passo Fundo/RS: Tempo limpo
Carazinho/RS: Chuvas esparsas

Notícias

16 de janeiro de 2015

Comissão estuda mudanças na coleta do lixo

O valor elevado que vem sendo pago pelo recolhimento do lixo urbano de Não-Me-Toque motivou a nomeação de uma comissão para estudos e avaliação de alternativas que visem baixar o déficit gerado entre o valor pago pelo serviço e o valor cobrado do contribuinte. Esta comissão também se mostrou preocupada com a ampliação de ações de incentivo para que ocorra a separação do lixo entre orgânico e inorgânico nas residências e estabelecimentos comerciais.

Na segunda-feira (12), os membros da comissão se reuniram na Prefeitura para apresentar sugestões para implantar a coleta seletiva. Integram a comissão: a secretária da Administração Noeli Machry Santos, o secretário de Obras João Carlos Loeff e o secretário de Agricultura e Meio Ambiente Ivan Machry, representado o Poder Legislativo os vereadores Carlos Alberto Bacher e Valdir Alberi Kirst, os membros da equipe do Meio Ambiente, Elisa Valduga e Roberto Reichert Barboza, e o representante da Acint, Gilmar Airton Wagner.
A reunião também tratou da formulação do Processo Licitatório destinado à contratação de serviços de coleta, transporte e destinação dos resíduos sólidos domiciliares do Município de Não-Me-Toque. No ano de 2014, o Município teve um déficit de R$ 260.000,00 entre os valores cobrados e pagos para o serviço, sendo que o contrato com a empresa terminará em 24 de maio de 2015.
Com base nos atuais contratos, estão previstos para 2015 gastos de R$ 1.377.300,00 para coleta e destinação do lixo – sendo R$ 1.122.000 com a Simpex para o lixo domiciliar e R$ 255.300 com a empresa Josana para recolhimento de podas e limpeza das lixeiras públicas.

Objetivo é reforçar a coleta seletiva e reduzir o custo atual
Objetivo é reforçar a coleta seletiva e reduzir o custo atual

Volta da coleta seletiva
Na oportunidade foram apresentadas três sugestões para ser feita a coleta. A primeira sugestão foi de realizar a coleta seletiva com dias específicos para cada lixo, sendo o lixo orgânico recolhido nas segundas, quartas, e sextas–feiras e o lixo inorgânico nas terças e quintas–feiras. A segunda sugestão foi também a coleta seletiva com dias especificados, mas com caminhões adequados para cada tipo de lixo, como um caminhão compressor, reduzindo assim o volume do lixo. E a terceira sugestão foi de o Município ter uma área para que seja feito o transbordo do lixo. Atualmente, o que mais contribui para a formação do preço da coleta e destinação do lixo é o transporte até a sede da empresa, onde ocorre a separação e da destinação correta. Essas três sugestões serão estudadas para busca de mais informações visando um modelo que reduza o custo do serviço.
Na próxima reunião, a comissão vai convidar um representante da empresa que presta esse serviço para esclarecer dúvidas sobre a coleta.

TAGS: custo, coleta, lixo

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir