Passo Fundo/RS: Tempo nublado
Carazinho/RS: Tempo nublado
Passo Fundo/RS: Tempo nublado
Carazinho/RS: Tempo nublado

Notícias

16 de outubro de 2015

Banda Diversom mantém viva a música germânica

 

Portal 2
Luiz Rohr, Arcildo Fries e Remo Decker

A cultura da música germânica é mantida viva com os músicos da Banda Diversom que finalizaram o segundo CD: Traz um chopp aqui pra mim.
Na noite de segunda-feira (12), o trio recebeu a imprensa e familiares no quiosque de Arcildo Fries, no Arroio Bonito, para apresentar o novo trabalho da banda. O grupo é formado pelos músicos Remo Decker (teclado, saxofone, vocal); Arcildo Fries (saxofone) e Luiz Rohr (trompete, trombone e vocal).
O segundo CD foi gravado no Studio Music New, tem 12 músicas e participação do vocal feminino de Crisélen Baldissera e Maisa Roberta Fries. O primeiro trabalho foi lançado em 2012. Remo, Arcildo e Luiz apresentam o repertório de músicas nas festas de comunidade, jantares dançante, festivais e bailes da terceira idade.
De acordo com Remo Decker, os três componentes tinham experiência em bandas maiores e decidiram evitar as longas viagens para não ficar muito tempo longe de casa, assim formaram uma banda com menos componentes, optando por tocar somente em eventos na região.
- O nosso estilo principal é germânico, mas tocamos todos os gostos musicais como valsas, sertanejas e gauchesca – comentou Arcildo.
O trompetista Luiz Rohr explica que o trabalho na música ocorre paralelo às profissões de cada componente da banda, é quase uma diversão. Vem daí a origem do nome da Banda Diversom.
- Esperamos que o público goste, porque é sempre gratificante para gente ser reconhecido, levando diversão para as pessoas – expressou.
A banda tem em torno de 30 apresentações agendadas para os próximos meses.

 

Arcildo Fries 45 anos de história na música

O integrante com mais tempo de palco da Banda Diversom é Arcildo Fries, que completa em 2015, 45 anos como músico subindo ao palco para animar bailes, festas, casamentos. A sua primeira banda foi a Alvorada de Arroio Bonito. Arcildo tocou ainda nos Mil Sons e na Orquestra Nº 1 (por 12 anos).
O saxofonista ganhou o instrumento do seu pai quando tinha 15 anos. Para aprender a tocar andava de bicicleta até a casa dos primos, na Linha São Paulo. Dividindo a música com o trabalho na lavoura, sempre teve o apoio da esposa Itelci e das filhas Solange e Maísa.
- Eu sou agricultor, mas a música é minha segunda profissão, e isso, não seria possível sem ajuda da família – comenta.
Para Arcildo, este é o segundo CD gravado, feito que relata com orgulho. Seu projeto é continuar no Diversom, animando festas e bailes sem se distanciar da família e da lavoura.

 

Imagem da Banda Alvorada primeiro conjunto de Arcildo Fries,  tirada em Victor Graeff, no mês de junho de 1970
Imagem da Banda Alvorada primeiro conjunto de Arcildo Fries,
tirada em Victor Graeff, no mês de junho de 1970

Mapa Astral
Nenhum item encontrado.

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Permitir