Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
Telefone: (54) 3332-1699
Curta nossa página no Facebook:
Alguns chuviscos
19°
14°
16°C
Não-Me-Toque/RS
Alguns chuviscos
Destaques

Corsan se compromete com revisão do plano municipal de saneamento

Corsan se compromete com revisão do plano municipal de saneamento
31.05.2019 15h46  /  Postado por: helaine
Por: Helaine Gnoatto Zart | A Folha

Prefeito Pedro Paulo registrou na Agergs a insatisfação com a falta de investimento da Corsan na coleta e destino do esgoto urbano

Como resultado da cobrança feita pelo prefeito Pedro Paulo na Agência Reguladora dos Serviços (Agergs), a Corsan iniciou nesta semana, junto com uma comissão criada pela Administração Municipal, a rever o Plano Municipal de Saneamento e estabelecer uma agenda objetiva para implantação do sistema de coleta e destino do esgoto sanitário da cidade de Não-Me-Toque. Na presença do superintendente adjunto da Regional Missões da Corsan, Paulo Schommer, o prefeito Pedro Paulo cobrou da Companhia Rio-Grandense de Saneamento passos efetivos frente ao compromisso contratado há 10 anos de implantar o sistema de coleta e destino final do esgoto da cidade.

– Somos cobrados diariamente por uma solução quanto ao mau cheiro do esgotamento sanitário que hoje é direcionado para a rede pluvial. Queremos que a Corsan faça a sua parte conforme foi contratado – exigiu o prefeito Pedro Paulo.

A reunião com membros da Comissão Municipal formada por técnicos da prefeitura (engenheiras civis, arquitetas, engenheiro florestal, advogadas, fiscais de obras e sanitário) abriu no Gabinete do Prefeito e prosseguiu com os trabalhos na sala de reuniões. Participaram o superintendente adjunto da Corsan, o gestor local Paulo Cervi, a engenheira Denise e o gestor do Departamento de Operações, Paulo Mattos.

Paulo Schommer reforçou o compromisso da Corsan em ser parceira no município e disse que será preciso iniciar pela revisão do plano.

– A lei determina que a revisão deve ser feita a cada quatro anos para atender as mudança urbanas que sempre ocorrem – disse Schommer.

Denise Schallemberger deu a linha dos trabalhos:

– Já que temos uma equipe técnica com conhecimento disponibilizada pelo município, vamos trabalhar de forma objetiva e estabelecer um plano de ação factível.

Crescimento urbano e construções de edifícios trouxeram à tona o problema do destino de esgoto sanitário que precisa ser resolvido com investimentos conforme contrato com a Corsan

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.