Quarta-feira, 14 de Agosto de 2019
Telefone: (54) 3332-1699
Curta nossa página no Facebook:
Ensolarado
12°
12°C
Não-Me-Toque/RS
Ensolarado
Destaques

Stara anuncia investimentos de R$ 70 milhões

Stara anuncia investimentos de R$ 70 milhões
Gilson Trennepohl, futuro dono da Rádio Ceres, concedeu entrevista ao comunicador Antônio Sadi Ribas, nos estúdios da emissora
13.08.2019 22h50  /  Postado por: helaine

O diretor-presidente da Stara, Gilson Trennepohl, concedeu entrevista exclusiva à Rádio Ceres e anunciou investimentos de R$ 70 milhões nos próximos dois anos. Também falou de política, seu desejo de ser prefeito e a fundação do Democratas em Não-Me-Toque

Por: Helaine Gnoatto Zart – contato@afolhadosul.com.br

Em entrevista que durou 50 minutos, transmitida ao vivo dos estúdios da Rádio Ceres e pelo Facebook, Gilson Trennepohl disse que no dia 13 de agosto completou 35 anos trabalhando na Stara. A indústria tocada pela quarta geração, que mais emprega no município vai comemorar 59 anos de fundação no próximo dia 29, e vai presentear os 2.550 colaboradores com um rancho de valor aproximado a R$ 350,00.

Gilson Trennepohl, futuro dono da Rádio Ceres, concedeu entrevista ao comunicador Antônio Sadi Ribas, nos estúdios da emissora

Futuro dono da Ceres, emissora de rádio líder em audiência no município, cujas negociações comentou estavam nos detalhes finais, escolheu o canal para anunciar que a Stara fará grandes investimentos até 2022.

– Serão R$ 70 milhões de recursos próprios. R$ 35 milhões em Santa Rosa e a outra metade em Não-Me-Toque. Vamos construir uma fábrica nova com 15 mil m² em Santa Rosa e deixar um prédio que hoje está no centro da cidade e não comporta expansão nem a própria atividade, pela proximidade com a área residencial – explicou.

Os investimentos e Não-Me-Toque serão direcionados para aperfeiçoar a produção e poderão representar 150 novos postos de trabalho. O complexo fabril da Stara está numa área de 17 hectares e até 2025 o planejamento é para se tornar a maior indústria da América Latina.

Na Expointer, que inicia na próxima semana, a Stara vai receber o prêmio para sua plantadeira, avaliada como a melhor do Brasil. É a primeira indústria do mundo a oferecer assistência técnica remota para suas máquinas.

– É na crise que se cresce. Enquanto alguns choram, outros produzem toalhas. O governo do Brasil está promovendo mudanças como a reforma trabalhista e para a desburocratização que são indicadores de confiança no futuro. Precisamos gerar riquezas e esse governo que está aí representa o pensamento dos investidores – afirmou Gilson Trennepohl.

O empresário afirmou que acredita no Bolsonaro (Presidente), nas mudanças e na Lava Jato, doa a quem doer, porque “ninguém pode ter bandido de estimação”.

– Quem roubou tem que pagar pelos crimes, sendo empresário ou político – reforça.

Sucessão e ingresso na política

O projeto de sucessão dentro da Stara vem sendo preparado nos últimos anos, com os filhos dos proprietários – Suzana Stapelbroek Trennepohl e Gilson Trennepohl – assumindo cargos. Fernando, o mais velho, direcionou-se para a agricultura e cuida das fazendas. Nicole, que é fluente em inglês e alemão, estudou Administração no Estados Unidos e hoje é diretora do Banco Stara (Stara Financeira). Átila, que se identifica desde a infância com a indústria, é diretor vice-presidente da Stara e deve assumir a presidência no final do ano.

Com o sonho de ingressar na política, Gilson confirmou que está organizando sua vida para no final do ano, permanece na presidência do Conselho da empresa e ficar mais liberado para participar do processo eleitoral.

– Eu sou muito grato pela forma como fui recebido em Não-Me-Toque, sinto que tenho uma dívida com esse município e farei tudo que puder para contribuir. Minha história fala mais alto que minhas palavras. Se a comunidade puder me dar esse orgulho, por entender que eu posso ser vereador, vice-prefeito ou prefeito, fazer parte e ajudar, eu e minha família vamos estar à disposição – afirmou.

Para isso, está organizando a fundação do Democratas – centro-direita -, partido do ministro Chefe da Casa Civil da Presidência da República, Onix Lorenzoni, de quem recebeu o convite.

– Temos um time pensando neste projeto com seriedade, muito trabalho, disposição para ver as coisas acontecerem com velocidade, sem marcar na paleta quem não é do partido. Trabalhar para todos – explicou.

Gilson ainda afirmou que nos últimos anos Não-Me-Toque foi “muito bem gerido”, citou Armando Roos, Antônio Piva, Teodora Lütkemeyer e o atual prefeito Pedro Paulo da Rosa, que muito fizeram por Não-Me-Toque, mas acredita que o município tem capacidade para fazer muito mais.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.