Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019
Telefone: (54) 3332-1699
Curta nossa página no Facebook:
Tempo nublado
23°
18°
23°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo nublado
Cultura e lazer

Vencedores do Prêmio Sesc de Literatura conversam com leitores na UPF

Os jovens escritores Juliana Leite e Tobias Carvalho participaram de um encontro com estudantes, professores e agentes de leitura das Jornadas Literárias
Vencedores do Prêmio Sesc de Literatura conversam com leitores na UPF
Alunos do curso de Letras promoveram até encontros para estudar as duas obras do prêmio Sesc
04.10.2019 11h12  /  Postado por: helaine

Os autores convidados são vencedoras do Prêmio Sesc de Literatura 2018, suas narrativas são ousadas e elegantes

As obras “Entre as mãos”, de Juliana Leite, e “As coisas”, de Tobias Carvalho, têm algo em comum: além de serem vencedoras do Prêmio Sesc de Literatura 2018,  suas narrativas são ousadas e elegantes.  A construção dessas obras e a história desses jovens escritores foram compartilhadas em uma conversa com estudantes, professores e agentes de leitura das Jornadas Literárias de Passo Fundo nesta quinta-feira, 3 de outubro, na Universidade de Passo Fundo (UPF). A ação é do projeto Jornada em Movimento, em parceria com o Sesc.

Jovens escritores com textos maduros na temática e na estética.

– São escritores jovens e já tão importantes na literatura – destacou um dos coordenadores das Jornadas Literárias, professor Dr. Miguel Rettenmaier.

Durante o evento, Carvalho destacou a relação entre a literatura e os jovens.

– Os jovens continuam lendo. Antigamente, pensávamos que a literatura era uma coisa elevada, nobre, só para poucos, e ela está cada vez menos isso. Ela tem que ser cada vez mais pra todo mundo, para todos os públicos e gostos. Se a pessoa diz que não gosta de ler é porque ela ainda não encontrou um livro que tem a ver com ela – ressaltou o escritor.

Juliana leite disse que sonha em participar da Jornada Brasileira da Literatura promovida pela UPF

As Jornadas Literárias são consideradas uma grande referência para a escritora Juliana.

– No meio dos nossos sonhos está o de viver uma Jornada em Passo Fundo. E é muito simbólico estar aqui na semana em que ela aconteceria neste ano – comentou a escritora, que também ressaltou a importância do Prêmio Sesc, que proporciona aos escritores vencedores viajar pelo país para encontrar leitores e falar sobre as obras.

Ainda participaram do encontro a também coordenadora das Jornadas Literárias, professora Dra. Fabiane Verardi, a gerente do Sesc Passo Fundo, Aline Pasquetti e a gestora cultural do Sesc, Andressa Pagnussat de Quadros. Também prestigiaram o evento estudantes da Escola Estadual Mário Quintana, acompanhados da professora Adiles Moreira, bem como alunos do curso de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Letras da UPF.

“As coisas”
Falar de coisas do cotidiano de forma natural é o que marca os contos da obra do porto-alegrense Tobias Carvalho, uma narrativa que aborda vivências humanas homoafetivas em tempo de individualismo, redes sociais e aplicativos de encontros. Como define a escritora Letícia Wierzchowski, “As coisas não é um livro bonzinho. Não há maquiagens para a solidão nem disfarce para o sexo”.

“Entre as mãos”
O primeiro romance da carioca Juliana Leite tem uma narrativa ousada. A voz é do inconsciente do personagem, algo muito inovador na literatura. A obra apresenta uma tecelã que utiliza as mãos para sobreviver. Depois de sofrer um acidente, a mulher precisa retomar o cotidiano, levando cicatrizes do corpo e da vida.
Assessoria de Imprensa Universidade de Passo Fundo

Alunos do curso de Letras promoveram até encontros para estudar as duas obras do prêmio Sesc

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.