Quinta-feira, 02 de Abril de 2020
Telefone: (54) 3332-1699
Curta nossa página no Facebook:
Alguns chuviscos
22°
15°
22°C
Não-Me-Toque/RS
Alguns chuviscos
Destaques

Daer prevê conclusão total da obra antes da Expodireto

Daer prevê conclusão total da obra antes da Expodireto
Divisa entre os dois municípios foi palco de manifestações e protestos pela reforma da rodovia nos últimos anos
10.02.2020 21h44  /  Postado por: helaine

Por: Felipe Keller – reporter@afolhadosul.com.br

Uma das obras asfáltica mais aguardadas da região Norte, a ERS-142, trecho de 18km que liga os municípios de Carazinho a Não-Me-Toque, está próxima de ser concluída. De acordo com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer/RS), a previsão de entrega da obra pela empresa responsável, MAC Engenharia, é até o final do mês de fevereiro.

Divisa entre os dois municípios foi palco de manifestações e protestos pela reforma da rodovia nos últimos anos

Menos de 5km de asfalto estarão concluídos na próxima semana, restando as etapas de acabamento, que incluem sinalização e pintura com faixas branca e amarela. O Daer/RS elaborou o projeto e é responsável pela fiscalização da obra. Em média trafegam quatro mil veículos por dia na rodovia.

O engenheiro da Superintendência Regional do Daer/RS, Luis Antônio, esteve fiscalizando o andamento na quarta-feira (5), e confirmou que faltavam 4,2km para completar novo asfalto. A pista está dividida com duas faixas de 3,5 metros de largura mais o acostamento. A terceira faixa é a novidade em sete pontos, mas há trechos que já apresentam ondulações. Segundo o engenheiro, este e outros erros serão corrigidos.

A previsão inicial de conclusão era de três meses (90 dias), mas durou onze. O anuncio tão aguardado ocorreu em março do ano passado, pelo governador Eduardo Leite, na Expodireto Cotrijal. A realização da feira, inclusive, sempre foi fator para melhorias da pista, com os tapas buracos. Também é importante para economia e logística da região, muitos caminhões utilizado para escoamento da safra, carregados com matéria prima para a indústria, máquinas e implementos agrícolas, além de ser trajeto diário de trabalhadores e estudantes.

O recurso obtido via Banco Mundial (Bird) ocorreu no governo do ex-governador José Ivo Sartori, com atuação direta do então secretário dos Tranportes, Pedro Westphalen, que ordenou o projeto de recuperação e 3 pistas. Como o estado não utilizou a totalidade dos R$ 20 milhões de investimento até a data limite (31 de maio de 2019) a obra foi paralisada.

A recuperação da rodovia esteve nos últimos anos na pauta política da região envolvendo prefeitos, vereadores, secretários municipais dos dois municípios, deputados da região, abaixo assinado, dossiês e inúmeras reuniões em Porto Alegre nas secretarias do governo do estado. Uma das maiores polêmicas foi o recapeamento que diminuiu a largura da pista. Na última década, ao menos três manifestações bloquearam o trânsito exigindo melhorias e maior segurança.

Autoridades comemoram finalização da obra

O prefeito de NMT, Pedro Paulo da Rosa, atendendo à reportagem do jornal A Folha, destacou que, após 20 anos buscando alternativas junto ao governo estadual, “a conclusão da ERS-142 traz para nós uma satisfação e a sensação de dever cumprido, uma vez que é uma reivindicação de toda uma região que depende dela, principalmente NMT”. Concluiu dizendo que a nova rodovia vai auxiliar tanto no desenvolvimento econômico como no crescimento regional.

O vice-prefeito de Carazinho, Fernando Sant´Anna de Moraes, destaca que a demanda de recuperação para melhoria da ERS-142 é antiga, envolvendo uma ampla mobilização regional. Mencionou que a rodovia colabora com o “potencial industrial econômico de NMT” que tem empresas filias em Carazinho (Augustin, Cotrijal, Stara, Roos). Finalizou afirmando a atenção do governo do estado a “nossa região” nos últimos anos.

Trabalhos estão próximos da conclusão

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.