Quinta-feira, 02 de Julho de 2020
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 54 9 9932 7709
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
10°
6°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo nublado
Ao Vivo:
Cultura e lazer

Instituto Michelangelo comemora escritura da área

Instituto Michelangelo comemora escritura da área
Comemoração reuniu associados na cantina erguida no terreno recebido em doação
04.03.2020 16h36  /  Postado por: helaine
Por: Helaine Gnoatto Zart

Escritura lavrada no Tabelionato Dornelles

Fundado em 1993, o Instituto Cultural Ítalo-Brasileiro Michelangelo tem como propósito preservar e difundir a cultura, herança dos antepassados que remete às origens.

A sede própria, instalada na Rua Eurides de Freitas, Loteamento Vivenda dos Imigrantes, começou a ser erguida no mês de novembro de 2011, em terreno doado pelos herdeiros de Waldomiro Gottfridt Pedro Fleck, falecido em 2009.

Na manhã de 22 de fevereiro, os associados se reuniram para comemorar a escrituração definitiva da área de 1.750 m², em nome do Instituto Michelangelo, momento em que o doador foi lembrado e honrado com a instalação de sua fotografia na sede da entidade.

Representando os herdeiros, Antenor Fleck e Jussara Wendt, apresentaram a foto do doador, Waldomiro Fleck

Com a escritura pública em mãos, a presidente Izabel Centenaro afirmou que o momento era histórico, porque levou praticamente 10 anos para ocorrer.

– Temos que agradecer os herdeiros que confiaram no desejo do Seu Waldomiro e, mesmo não havendo nenhum documento público registrando sua intenção, a doação da área para os italianos ocorreu atendendo seu desejo.

Waldomiro Fleck era amigo do casal, Isabel Centenaro e Lair Zanatta. Na época, tratava da criação do loteamento da área que herdara dos seus pais. Formado em Direito, desde a juventude morou fora de Não-Me-Toque, por conta do trabalho. Exerceu importantes cargos de direção em empresas nacionais e estrangeiras ligadas ao setor de geração de energia. Nos últimos anos, morava em Balneário Camboriú. Tinha o desejo de deixar marcado na sua cidade natal a passagem da família, por meio de um loteamento habitacional. A ideia de doar o terreno para a construção de um centro cultural foi recebida com simpatia. Até então, só havia feito alguma doação para a escola Sinodal Sete de Setembro, onde estudou quando criança.

Foram convidados para o ato os familiares do homenageado, Jussara Wendt e Antenor Fleck. Após o descerramento da fotografia e apresentação da escritura foi servido almoço preparado pelos associados nas instalações da cantina, que serve como local de reunião e atividades sociais.  Segundo a presidente, a entidade trabalha para executar a totalidade do projeto que prevê a construção do piso superior.

Na cantina, também está a estrutura para preparo e envasamento de vinho artesanal e recentemente foi instalada uma biblioteca com pelo menos mil livros doados por frei Rovílio Costa, frade capuchinho e padre católico, escritor, historiador, jornalista e editor brasileiro, considerado um dos grandes divulgadores da cultura do Rio Grande do Sul. Nascido em 20 de agosto de 1934, em Veranópolis (RS) e falecido em 13 de junho de 2009, em Porto Alegre.

Grupo de canto

Comemoração reuniu associados na cantina erguida no terreno recebido em doação

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.