Segunda-feira, 30 de Março de 2020
Telefone: (54) 3332-1699
Curta nossa página no Facebook:
Chuvas esparsas
28°
18°
29°C
Não-Me-Toque/RS
Chuvas esparsas
Destaques

Enfrentamento do covid-19 em Não-Me-Toque

Às 14h será publicado decreto que estabelece fechamento responsável do comércio, restrição à circulação, centralização dos atendimentos de suspeitas de coronavírus
Enfrentamento do covid-19 em Não-Me-Toque
Prefeito, secretário da saúde, presidente da Câmara de Vereadores, presidente da Acint, presidente da OAB e membros do comitê emergencial
20.03.2020 11h56  /  Postado por: helaine

Prefeito, secretário da saúde, presidente da Câmara de Vereadores, presidente da Acint, presidente da OAB e membros do comitê emergencial

Na manhã de hoje o prefeito Pedro Paulo, o secretário da Saúde Marco Costa e médico chefe da saúde pública Flávio Brilhante, concederam entrevista coletiva à imprensa para falar das última medidas tomadas, considerando o Decreto do Governo do Estado publicado no dia de ontem (19).

A entrevista foi aberta reforçando que as medidas visam à restrição da circulação e aglomerado de pessoas para evitar que o vírus covid-19, uma variante do já conhecido coronavírus, se alastra e traga consequências agravantes para a rede de atendimento, que não está preparada para atender em situações excepcionais.

– Se a população entender e colaborar, não teremos casos em Não-Me-Toque. Se tivermos, poderemos controlar, desde que ocorram os cuidados. Então: fiquem em casa, Saiam somente em caso de extrema necessidade – pediu o prefeito.

O decreto deverá estabelecer o fechamento do comércio ou atendimento de portas fechadas, uma pessoa por vez. Permanecerão abertas as farmácias, supermercados, postos de combustíveis e serviços de saúde.

A Administração vai designar a unidade básica de saúde UBS do bairro Martino, para atender exclusivamente os casos específicos de suspeitas de coronavírus. A intenção é isolar os suspeitos para não ocorrer o contágio e a propagação do vírus.

O secretário de saúde Marco Costa ressaltou que a primeira iniciativa de quem apresentar sintomas é ligar para o telefone do posto de saúde 3332- 4122 para conversar com os profissionais e receber orientações.

Dentre as medidas imediatas estão a suspensão de consultas e procedimentos eletivos e a orientação aos pacientes para que procurem atendimento somente em casos realmente necessários. O atendimento do setor de odontologia também será realizado somente em regime de urgência.

– Vai ocorre de profissionais da saúde se deslocarem para as residências e serem vistos para a coleta. Isso não significa que tem pessoa contaminada. A coleta poderá ser feita ou não, de acordo com os sintomas da pessoa – ressaltou com o objetivo de inibir os comentários e especulações.

Comitê de Emergência

O Município criou um comitê de emergência que discute, avalia e toma todas as decisões em conjunto sobre as questões do covid-19. O médico Flávio Brilhante disse que será emitido boletim diário sobre a situação de Não-Me-Toque ao final de cada dia. Por enquanto Não-Me-Toque não tem nenhum caso conformado. Existem quadro adultos que retornaram de viagem e estão em isolamento pelos 15 dias recomendados. O isolamento é recomendado para TODAS as pessoas que apresentam sintomas de gripe e daqueles com quem se relaciona.

Fazem parte do comitê: Secretaria da saúde, Hospital Alto Jacuí, Hospital Notre Dame, Acint, OAB.

Quem faz parte dos Grupos de Risco?

No grupo de risco estão pessoas idosas e as que têm problemas médicos subjacentes, como asma, pressão alta, problemas cardíacos ou diabetes têm maior probabilidade de desenvolver doenças graves. Pessoas que apresentem febre, tosse e dificuldade em respirar devem procurar atendimento médico.

Questionado sobre a testagem da doença, o secretário Marco Costa explicou:

– No âmbito do país, não possuímos estrutura suficiente para testar todas as pessoas, por isso serão feitos exames somente em pessoas do grupo de risco ou que apresentem um ou mais sintomas da doença, e que estiveram em locais com casos confirmados.

Recomendações

– Que as entidades associativas, recreativas, religiosas, esportivas e outras entidades da sociedade civil organizada, cancelem ou suspendam temporariamente, pelo período de 60 dias, eventos em que esteja prevista a aglomeração de pessoas ou concentração expressiva de público, especialmente em locais fechados. Caso não seja possível cancelar o evento, que seja realizado sem a presença de público.

– Que as empresas do município, dentro de suas possibilidades, evitem ou cancelem a realização de viagens por funcionários e o recebimento de pessoas oriundas de países, estados ou municípios onde haja circulação do coronavírus – Covid-19, bem como, evitem a realização de eventos ou reuniões em locais fechados com aglomeração de pessoas.

– Que as empresas que tenham funcionários em viagem para áreas contaminadas, dentro ou fora do país, os orientem a observar eventuais sintomas e notificar a Secretaria de Saúde caso necessário.

– Que se observe a disponibilização de locais para lavar as mãos com frequência, com dispenser com álcool em gel na concentração de 70%, toalhas de papel descartáveis. Ampliar a frequência de limpeza de piso, corrimão, maçaneta e banheiros com álcool 70%. ou solução de água sanitária.

– Que todas as empresas e entidades do município adotem as medidas de higiene e etiqueta respiratória e orientem seus colaboradores neste sentido, visando a prevenção quanto à disseminação do vírus, de acordo com orientação da Vigilância Epidemiológica e da Vigilância Sanitária.

– Que a população procure serviços de saúde, especialmente hospitalares, somente em casos de agravamento dos sintomas evitando a superlotação do sistema de saúde e prejudicando o atendimento de casos mais graves.

Na quarta-feira, o prefeito Pedro Paulo Falcão da Rosconvocou reunião com os representantes das empresas.  Estiveram presentes o prefeito a; o juiz da Comarca, Marcio Monteiro; o presidente da Câmara de Vereadores, Everaldo Quadros de Moura; o secretário de Saúde Marco Costa; a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Maria Helena Kumpfer; o presidente da Acint, Marcos Petry, e representantes de empresas.

 

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.