Domingo, 20 de Junho de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
13°
9°C
Não-Me-Toque/RS
Parcialmente nublado
Ao Vivo:
Agronegócios

Secretária da Agricultura do RS recebe conselheiro agrícola dos EUA no Brasil

Secretária da Agricultura do RS recebe conselheiro agrícola dos EUA no Brasil
Secretária Silvana Covatti conversa com o conselheiro agrícola dos EUA no Brasil. Oliver Flake - Foto: Evandro Oliveira.
19.05.2021 08h56  /  Postado por: A Folha
Por Elaine Pinto – Sec. Esta. da Agricultura

Com uma mesa de café da manhã tipicamente gaúcha, a secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti, recebeu a visita do conselheiro agrícola da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, Oliver Flake, para conversar sobre as possibilidades de cooperação entre o país norte-americano e o Estado do Rio Grande do Sul.

A secretária destacou o momento atual da agropecuária gaúcha, que acaba de fechar safras recordes e se encaminha para o reconhecimento internacional como zona livre de febre aftosa sem vacinação, que ocorrerá em 27 de maio, durante a assembleia geral da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). “É um setor que não parou durante a pandemia e tivemos a felicidade de ter uma safra recorde de soja e arroz. A troca de experiências com os Estados Unidos é muito importante, isso nos une e nos faz grandes produtores. A agricultura no Estado é tudo o que temos de melhor”, observou.

A secretária e equipe técnica da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR) também apresentaram brevemente o panorama agropecuário do Estado, com enfoque na produção animal, além de programas agrícolas da secretaria, como o Pró-milho/RS, e as tratativas para uma nova política de incentivo à irrigação e conservação da água nas propriedades rurais.

De acordo com o conselheiro agrícola Oliver Flake, a embaixada americana quer ter acesso a dados estatísticos sobre o agronegócio nos estados brasileiros, para ter um comparativo sobre os custos de produção no Brasil e nos Estados Unidos. Flake também se interessou pelo sistema de controle de trânsito animal que a SEAPDR utiliza para mapear as movimentações de animais no Rio Grande do Sul no âmbito do Programa Sentinela, um diferencial do Estado que contribuiu para a evolução do status sanitário. “Acreditamos que somos competidores, mas podemos ser parceiros”, frisou.

Oliver lembrou que, em 2019, foi a primeira vez em 25 anos que a embaixada americana participou de uma Expointer, e que há interesse em participar de novas edições presenciais assim que possível. “Participamos da Expointer Digital, em 2020, e ainda veremos como vai ser este ano. Mas esperamos que no ano que vem não haja mais restrições para o presencial”, comentou.

Também participaram da reunião a superintendente do Ministério da Agricultura no Rio Grande do Sul, Helena Rugeri; a diretora do Departamento de Defesa Agropecuária da SEAPDR, Rosane Collares; e os chefes de divisão da Secretaria Fernando Groff (Defesa Sanitária Animal), Francisco Lopes (Controle e Informações Sanitárias) e Endrigo Pradel (Inspeção de Produtos de Origem Animal).

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.