Sábado, 19 de Junho de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
14°
9°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo nublado
Ao Vivo:
Destaques

Ministério da Saúde autoriza imunização da população em geral de 18 a 59 anos

Ministério da Saúde autoriza imunização da população em geral de 18 a 59 anos
Foto: Reprodução.
31.05.2021 09h16  /  Postado por: A Folha
Por Marina Pagno – Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde antecipou a vacinação contra a covid-19 para os trabalhadores de educação. Além disso, a Pasta autoriza a imunização da população em geral por ordem decrescente de faixa etária, após conclusão da vacinação dos grupos prioritários mais vulneráveis e trabalhadores de educação.

O ministério começará a enviar doses aos estados, de forma escalonada, para atender a esse público, juntamente com outros grupos prioritários definidos pelo Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO).

A motivação da priorização dos trabalhadores da educação se deve aos impactos sociais ocasionados pela covid-19 com a necessidade de volta às aulas presenciais. As creches e escolas contribuem não só para a educação de milhares de brasileirinhos como também garantem a segurança alimentar das crianças.

No caso dos trabalhadores de educação, a orientação é seguir essa ordem de prioridade: creches, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e Educação de Jovens e Adultos e, na sequência, trabalhadores da educação do ensino superior.

Para além dos grupos prioritários, entre eles os trabalhadores da educação, o Ministério da Saúde também autoriza a vacinação da população geral, de 18 a 59 anos. Para iniciar a vacinação da população em geral, terá que ser verificada a situação de cada localidade.

Assim que completar a vacinação dos grupos mais vulneráveis (pessoas com comorbidades e gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, pessoas em situação de rua, funcionários do Sistema de Privação de Liberdade e população privada de liberdade) e trabalhadores de educação, é possível iniciar a vacinação por faixa etária, desde que a vacinação dos grupos prioritários restantes seja mantida e cumprida, de acordo com a ordem estabelecida pelo PNO.

As recomendações foram pactuadas na Comissão Intergestores Tripartite (CIT), realizada nesta quinta-feira (27/5), com representantes do Ministério da Saúde, estados e municípios. As orientações também estão em uma nota técnica do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.