Terça-feira, 15 de Junho de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
18°
10°
18°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo nublado
Ao Vivo:
Agronegócios

Cultivo do trigo vai crescer 10% neste inverno no RS

Cultivo do trigo vai crescer 10% neste inverno no RS
11.06.2021 16h06  /  Postado por: A Folha
Por Nereida Vergara

Os agricultores gaúchos vão cultivar pelo menos 1,023 milhão de hectares com trigo neste inverno. A estimativa é do 9º Levantamento de Safra, divulgado na quinta-feira, 10, pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). No levantamento do mês passado, o cálculo, feito pela média histórica da cultura, indicava que a área seria de 986 mil hectares. No atual, os dados são de pesquisa nos campos do Rio Grande do Sul no início da semeadura. Será a primeira vez, desde 2013, que as lavouras do grão irão ultrapassar a marca de 1 milhão de hectares. Na safra passada, a área total do trigo no Estado ficou em 930 mil hectares.

O superintendente regional da Conab, Carlos Bestetti, estima que no levantamento de julho a extensão do plantio de trigo será ainda maior. “Há motivos para o produtor investir, em especial o preço bom e a possibilidade de competir com o milho no mercado de alimentação animal”, explica.

Bestetti ressalta que outros grãos também tiveram a estimativa corrigida no 9º Levantamento, em razão da conclusão ou encaminhamento da colheita para o final. A comparação entre as projeções de maio e de junho mostra o arroz com as mesmas 8,207 milhões de toneladas; a soja com avanço de 624 mil toneladas, de 20,163 milhões para 20,787 milhões; e o milho com acréscimo de 52 mil toneladas, de 4,338 milhões para 4,390 milhões.

A companhia projeta que a safra nacional de grãos de 2020/2021 atinja a produção de 262,13 milhões de toneladas, volume 9,57 milhões de toneladas inferior ao da previsão do 8º Levantamento, mas ainda superior à safra 2019/2020, de 257,8 milhões de toneladas. O motivo principal do recuo é a quebra na segunda safra do milho, motivada pela falta de chuva nas regiões produtoras, entre abril e maio. A produção total de milho deve ficar em 96,4 milhões de toneladas, 6% menor que no ciclo 2019/2020.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.