Sexta-feira, 15 de Outubro de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Chuvas esparsas
19°
14°
19°C
Não-Me-Toque/RS
Chuvas esparsas
Ao Vivo:
Agronegócios

Lavoura e pecuária na mesma área

Lavoura e pecuária na mesma área
08.10.2021 11h59  /  Postado por: A Folha
Por Helaine Gnoatto Zart

O projeto que já auxiliou inúmeros produtores a desenvolverem seus negócios agropecuários com base nesse moderno modelo de produção, está sendo agora iniciado para um grupo de 20 produtores da região de Não-Me-Toque (RS).

Com duração de 4 anos, o curso Integração Lavoura e Pecuária, que faz parte do programa Juntos para Competir, desenvolvido pelo Sebrae, Farsul e do Senar, oferece capacitação teórica e assessoria nas propriedades rurais que já praticam ou pretendem integrar a lavoura à pecuária de corte, como oportunidade de melhorar as atividades.

A atividade Farm Coaching realizada no salão de eventos do Ibis Budget, em Não-Me-Toque, com o módulo avançado agendado para o próximo dia 13, busca melhorar ainda mais aquilo que o produtor já faz, explica a gestora de projetos do Agronegócio do Sebrae, Eloisa Muxfeldt Arns:

— O produtor que já realiza as duas atividades na sua propriedade reduz o risco de perdas em função de intempéries, do mercado. Mais que uma commodities amplia a possibilidade de ter melhor resultado no fechamento das contas do ano. Um de nossos papéis como Sebrae é atuar na melhoria desta integração — explica Eloisa.

O primeiro encontro desse grupo foi realizado no dia 5 de agosto, em uma palestra inicial com apresentação do projeto. Já no dia 30 de setembro, os produtores reuniram-se para tratar sobre o Mapeamento das Propriedades Rurais, um dos primeiros passos do projeto. Cada produtor vai receber um mapa (banner) e um relatório ambiental da propriedade.

A gestora de Agronegócios avalia que o momento de valorização dos produtos agrícolas estimula o produtor a investir e arriscar novas práticas.

— Temos um grupo muito heterogêneo que mescla muita experiência, pelo tempo de atividade com os mais jovens, mulheres, cada um trazendo sua expertise, e junto com os consultores que trazem conhecimento sobre gestão, adequação ambiental, sucessão rural, temos um ambiente muito rico em conhecimento e discussão.

Os quatro anos de encontros presenciais e assessoria individuais nas propriedades oferece conhecimento e prática com consultores especializados para aprimorar nas áreas: gerencial (práticas de gestão), ambiental (mapeamento e análise do CAR), tributário societário e patrimonial.

No próximo dia 3 os produtores retornam para o módulo avançado

O modelo de integração lavoura e pecuária proposto não é engessado, ele se adapta à realidade de cada propriedade.

— Não mostramos um pacote tecnológico, mostramos um conceito de integração que será adaptado ao modelo que o produtor já tem. Temos no grupo produtores que tem só terminação no inverno, outro que tem recria, produção de terneiros, produção de genética, todos consorciados com os grãos, tudo em áreas que variam de 50 hectares para mais de 1 mil hectares – relata a gestora do Sebrae que coordena o curso junto com o supervisor do Senar, Gilmar Desconsi.

A partir de agora serão organizadas as consultorias técnicas nas propriedades para iniciar a execução do ILP, possivelmente para o período pós-semeadura da safra, a fim de não prejudicar os afazeres dos produtores.

O programa não tem custo direto aos participantes, é mantido pelos recursos descontados na venda dos produtos agrícolas para o Senar. Está sendo realizado em parceria entre o Sebrae com o Sindicato Rural e com a Cotrijal.

A presidente do Sindicato Rural, Teodora Lütkemeyer, avalia que o tema vem ao encontro do resgate de uma prática que faz parte da história do gaúcho:

— Nosso interesse em trazer o programa de Integração Lavoura e Pecuária para Não-Me-Toque levou em consideração que tempos atrás o Rio Grande do Sul era líder na produção de carne no Brasil, cenário que foi mudando com o crescimento das lavouras de soja. Neste contexto, visualizamos outras oportunidades, que ambientalmente são mais saudáveis, proposta do programa com a produção consorciada entre as atividades de lavoura e pecuária com um manejo adequado para manter os ganhos e a produtividade. Buscamos colocar à disposição dos produtores a assessoria que já está paga pelo recolhimento da contribuição social – comente Teodora.

São consultores do ILM:

Armindo Barth Neto, Doutor em Agronomia, Especialista Integração Lavoura e Pecuária; Fábio Neves, Doutor em Agronomia, Especialista Integração Lavoura-Pecuária e Consultor Técnico; Adriano Ziger, Biólogo Consultor Técnico; e Elisa Portella, Psicóloga e Coach.

COM INFORMAÇÕES: Ana Claudia Stumm | Sindicato Rural
Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.