Sexta-feira, 26 de Novembro de 2021
Telefone: (54) 3332-1699
Whatsapp: 054 9 9715-2658
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo nublado
22°
16°
18°C
Não-Me-Toque/RS
Tempo nublado
Ao Vivo:
Agronegócios

Clima seco propícia avanço na colheita do trigo

Clima seco propícia avanço na colheita do trigo
CRÉDITO PAULO PIRES DIVULGAÇÃO
05.11.2021 08h50  /  Postado por: A Folha
Por Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar – Jornalista Taline Schneider

O predomínio de clima seco na semana que passou no Estado, propiciou o avanço dos trabalhos de colheita das lavouras de trigo no Rio Grande do Sul, que passa de 30% da área total cultivada. De acordo com o Informativo Conjuntural publicado e divulgado no dia 28/10, pela Gerência de Planejamento (GPL) da Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), mais de 50% da área cultivada está em maturação, 20% em enchimento de grãos e 1% ainda em floração.

Na regional de Soledade, a cevada começou a ser colhida, com produtividades obtidas variando conforme a tecnologia utilizada. No entanto, em grande parte das lavouras, a qualidade e o poder germinativo do grão estão abaixo do ideal para a indústria (mínimo de 95%) sendo o grão destinado para ração animal. As chuvas frequentes no final do ciclo causaram acamamento da cultura e reduziram a qualidade do grão.

Em Colorado, algumas lavouras de canola surpreenderam com produtividade levemente superior a 2.500 quilos por hectare. Em Ibirubá, as primeiras lavouras colhidas apresentam síliquas bem desenvolvidas e grãos bem formados, resultando em bons níveis de produtividade.

GRÃOS DE VERÃO

 Segue o plantio da lavoura da soja no Estado com aproximadamente 5% da área total já semeada do Rio Grande do Sul. A ocorrência das chuvas no último final de semana, aliado ao avanço da colheita do trigo e ao período adequado do zoneamento agrícola, são fatores determinantes para aumento das áreas semeadas. Estima-se que 5% da área de cultivo já esteja semeada, toda em fase de germinação e desenvolvimento vegetativo. Os agricultores, confiantes numa expectativa de bons preços, estão usando tecnologia de ponta visando aumento de produtividade, mesmo com os altos preços dos insumos e fertilizantes e até mesmo com a dificuldade de aquisição de determinados insumos.

A cultura do milho, de modo geral, vem apresentando desenvolvimento satisfatório no Estado. Estima-se que o plantio alcançou 75% da área de aproximadamente 835 mil hectares projetos para cultura na safra 2021-2022. Da área semeada, 95% encontra-se em germinação e desenvolvimento vegetativo e 5% em floração.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.
Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Página Inicial e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Prosseguir